Invasão do capitólio

Gustavo Krause classifica invasão do Congresso dos EUA como 'espetáculo deprimente'

O ex-governador Gustavo Krause assinou um artigo publicado na edição do Jornal do Commercio da quarta (6) em que afirma que Trump atenta contra os pilares da democracia americana e deveria ser preso

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 07/01/2021 às 17:24
BOBBY FABISAK/ACERVO JC IMAGEM
'Aquilo foi uma chanchada, de você agredir os alicerces sólidos da democracia, aquilo foi um espetáculo deprimente", afirmou Gustavo Krause - FOTO: BOBBY FABISAK/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

A invasão do Congresso dos Estados Unidos na quarta-feira (6) por apoiadores do presidente Donald Trump - que queriam impedir o reconhecimento da vitória do presidente eleito Joe Biden - foram classificadas pelo ex-governador de Pernambuco Gustavo Krause (DEM) nesta quinta-feira (7) como um "espetáculo deprimente". Krause assinou um artigo publicado na edição do Jornal do Commercio da quarta (6) em que afirma que Trump atenta contra os pilares da democracia americana, e por não admitir a sua derrota nas eleições e quebrar as "regras do jogo", deveria ser preso. "É crime e lugar de criminoso, Trump, é na cadeia", resumiu. 

>> ''Tentativa clara de golpe'', diz Roberto Freire sobre invasão do Congresso norte-americano

>> Após invasão do Congresso norte-americano, especialistas analisam possíveis consequências do ato para o Brasil

>> ''Sem voto impresso em 2022, vamos ter problema pior que dos EUA'', diz Bolsonaro

"Ontem foi, eu diria, uma grande palhaça na politica internacional maculando os grandes pais fundadores da democracia americana, que vai fazer 250 anos, já entrou no terceiro século. Aquilo foi uma chanchada, de você agredir os alicerces sólidos da democracia, aquilo foi um espetáculo deprimente", afirmou. 

Para Gustavo Krause, é preciso estar atento para um movimento maior - muito além dos Estados Unidos - instaurado em várias outras nações ao redor do mundo: o populismo autoritário de extrema direita, segundo ele, presente em países como Turquia, Polônia e França. Outro exemplo apontado por Krause é na Rússia, onde o presidente Vladimir Putin já está há mais de duas décadas no poder e conseguiu aprovar no parlamento russo uma regra que traz a possibilidade dele permanecer no cargo até 2036.  

"E que tipo de ideias estão por trás disso? Elas fazem parte de uma cartilha ideológica chamada Tradicionalismo, assim como existe o liberalismo e o socialismo, em que alguns ideólogos pensam nessa forma de tomar e exercer o poder, é uma coisa que tem financiadores e usa como meio de comunicação a estratégia montada em redes sociais", afirmou. 

Alerta

Krause defende que o episódio ocorrido nos EUA acabou ganhando importância por representar um alerta para as democracias liberais, que hoje sofrem uma crise, e passar a mensagem de que é preciso valorizar cada vez mais o sistema democrático. "É que nem oxigênio, você só sente quando falta", resumiu. 

"Atenção brasileiros, vejam o que aconteceu nos Estados Unidos, Hungria, Turquia, Rússia. Nós já tivemos uma experiência terrível na metade do século anterior nos anos 30 que foi o nazismo e por pouco não éramos dominados por um monstro antropofágico (Adolf Hitler) que tem como princípios o racismo, a supremacia branca, a homofobia, o desapreço pela mulher e pela participação dos diferentes", completa o ex-governador. 

WIN MCNAMEE/AFP
EXTREMISTA Jacob Chansley, com seu chapéu adornado com chifres, se declarou culpado de obstruir um ato oficial - FOTO:WIN MCNAMEE/AFP
AFP
EUA Inflados pelo discurso de Trump, apoiadores invadiram o Capitólio - FOTO:AFP

Comentários

Últimas notícias