Denúncia

Prefeitura do Recife diz que 64 das 79 obras de Brennand doadas ao Parque das Esculturas foram furtadas

Vereador pediu informações sobre o equipamento após o último furto ocorrido no local, em dezembro de 2020. Respostas da gestão municipal só foram encaminhadas para o parlamentar no dia 11 de janeiro

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 12/01/2021 às 15:22
Notícia

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Apenas 15 das peças doadas por Brennand estão no parque - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Em dezembro, após o último registro de furtos no Parque das Esculturas, que reúne obras do artista Francisco Brennand na área central do Recife, o vereador Alcides Cardoso (DEM) fez um Pedido de Informação à Prefeitura do Recife para que maiores detalhes sobre os trabalhos expostos no ponto turístico e a segurança do local fossem disponibilizadas. Na última segunda-feira (11), segundo informações repassadas pelo parlamentar, a solicitação foi respondida, mas de forma incompleta e expondo que 64 das 79 peças doadas para o espaço já teriam sido subtraídas desde a sua inauguração, há 20 anos.

"A quantidade de peças furtadas nesses 20 anos de funcionamento do Parque das Esculturas demonstra o verdadeiro descaso em preservar um equipamento cultural importantíssimo, situado em frente ao Marco Zero, um dos principais pontos turísticos da nossa cidade. O abandono e a falta de segurança são tão absurdos que ficou fácil furtar as peças do parque, um desrespeito com nossa população e também com o artista Francisco Brennand, idealizador do projeto", disparou Cardoso.

De acordo com a resposta encaminhada ao parlamentar pela prefeitura, ao todo 79 obras foram doadas à cidade na inauguração do parque, em dezembro de 2000, "contando com a Coluna de Cristal e desconsiderando as cerâmicas de revestimento". Hoje, diz a administração municipal, o local conta apenas com 15 peças, "desconsiderando as cerâmicas de revestimento (que também já foram pilhadas), indicando assim o desaparecimento, durante esse período, de 64 peças e das cerâmicas de revestimento".

>> Obra de arte de Brennand é furtada do Parque das Esculturas, no Recife

>> Alvo de furtos e vandalismo, Parque das Esculturas receberá investimento de R$ 5 milhões para restauração

>> Parque das Esculturas, no Recife, acumula problemas: pisos esburacados, mau cheiro e obras degradadas

>> Homem é encontrado morto e enrolado numa lona, perto do Parque das Esculturas, no Recife

>> Parque de Esculturas está avariado e teve 86 peças roubadas

No último dia 4 dezembro, uma serpente de bronze de cerca de 20 metros de comprimento e 1,5 metro de altura e vários pássaros que ficavam voltados para o Marco Zero foram furtados do parque. Azulejos também foram subtraídos naquela ocasião.

Em seu pedido de informação, Alcides Cardoso também pediu que a gestão municipal disponibilizasse as imagens das câmeras de segurança do espaço no dia desta última ocorrência, mas foi informado que "as imagens entre os dias 02 e 04 de dezembro de 2020 não podem ser disponibilizadas, pois as mesmas teriam sido apagadas, só permanecendo em HD até 25 dias após o ocorrido".

SEGURANÇA

Nos documentos encaminhados ao vereador pela gestão municipal é detalhada, ainda, a rotina de vigilância do equipamento pela Secretaria de Segurança Urbana. Conforme a documentação apresentada, o Grupamento Tático Operacional (GTO - Sul), da Guarda Civil Municipal do Recife, realiza patrulhas no local das 10h30 às 10h50 e das 17h25 às 17h40. Das 11h às 12h, o efetivo faz uma pausa para o almoço "dentro dos limites da área de atuação da guarnição". "Significa dizer que o período real de ‘ronda’ no parque é de apenas 35 minutos" , frisou o vereador. A administração da cidade afirma, ainda, que duas câmeras realizam o videomonitoramento do espaço, ambas localizadas a aproximadamente 200 metros do dique no qual o parque foi construído.

MANUTENÇÃO

"Alcides Cardoso também solicitou o detalhamento da execução orçamentária, ou seja, quanto foi efetivamente executado na manutenção, conservação e preservação do Parque das Esculturas nos últimos quatro anos, bem como as ações realizadas nesse sentido. Neste ponto, a Prefeitura do Recife não deu nenhuma informação. Vale lembrar que no dia 16 de dezembro de 2020 o então prefeito eleito, João Campos, anunciou, ao lado do seu futuro antecessor, o então prefeito Geraldo Julio, um investimento de R$ 5 milhões para a reforma e restauração do Parque das Esculturas", disse a assessoria de Cardoso.

“Não restam dúvidas de que o Parque das Esculturas foi totalmente desprezado, abandonado e negligenciado ao longo desses 20 anos de existência, ainda mais na gestão do PSB. Todo esse desprezo é uma violência diária contra nossa cultura, nosso turismo e nossa cidade. Continuarei a cobrar soluções e, principalmente, fiscalizar todos os recursos públicos que foram anunciados pelo prefeito João Campos na recuperação do Parque das Esculturas”, finalizou o democrata.

OUTRO LADO

A Gerência de Imprensa da Prefeitura do Recife foi procurada pela reportagem do JC para responder às denúncias do vereador, mas não atendeu às tentativas de contato até a publicação deste texto. Caso a gestão encaminhe seu posicionamento, a matéria será prontamente atualizada.

Comentários

Últimas notícias