Presidente

"CPF cancelado", diz presidente Jair Bolsonaro após morte de Lázaro Barbosa

Bolsonaro escreveu primeiramente apenas "CPF cancelado", expressão utilizada para se referir a suspeitos mortos pela polícia

JC
JC
Publicado em 28/06/2021 às 12:13
Notícia
ALAN SANTOS/PR
A expressão "CPF cancelado" foi popularizada pelo apresentador de televisão Sikêira Júnior, com quem Bolsonaro já tirou uma foto junto com outras pessoas em Manaus, em abril deste ano, com um cartaz escrito com a frase - FOTO: ALAN SANTOS/PR
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (28) sobre a morte de Lázaro Barbosa na região de Cocalzinho, em Goiás, após ter sido capturado pela força-tarefa que fazia buscas por ele há 20 dias. A operação designada para achar Lázaro era formada por 270 policiais de Goiás e do Distrito Federal.

Bolsonaro escreveu primeiramente apenas "CPF cancelado", expressão utilizada para se referir a suspeitos mortos pela polícia. Ela foi popularizada pelo apresentador de televisão Sikêra Júnior, com quem o presidente já tirou uma foto junto com outras pessoas em Manaus, em abril deste ano, com um cartaz com a frase escrita. 

Na ocasião, Bolsonaro foi criticado pela falta de sensibilidade de tirar uma foto com essa imagem em um momento com tantas mortes no país. A própria expressão também é alvo de críticas.

Em seguida, Bolsonaro publicou um novo tweet parabenizando os policiais militares de Goiás por "darem fim ao terror praticado pelo marginal Lázaro". Para Bolsonaro, a morte de Lázaro significa que há "menos um para amedrontar as famílias de bem". 

Lázaro é suspeito de ter assassinado quatro pessoas da mesma família em Ceilândia (DF) no dia 9 de junho, caso conhecido como a "Chacina do Incra 9". De lá para cá, ele teria cometido uma série de outros crimes, como estupro, roubo, furto, sequestro, tentativa de homicídio, porte ilegal de arma, tentativa de latrocínio e invasão de propriedade.

Governador de Goiás

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) afirmou em seu Twitter que o estado de Goiás não era "Disneylândia de bandido". Ele foi o responsável por divulgar a notícia da prisão de Lázaro Barbosa na manhã desta segunda-feira (28). 

 "Ta aí, minha gente, como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse Ronaldo Caiado no seu Twitter, em post com o vídeo em que noticia a prisão de Lázaro. 

Comentários

Últimas notícias