Voto impresso

Felipe Neto diz que PSB foi sua "maior decepção" ao ver que 1/3 dos socialistas votaram a favor da PEC do voto impresso

Dos 31 deputados federais que compõe a bancada do PSB na Câmara, 11 votaram a favor da aprovação da PEC do voto impresso, que acabou sendo derrotada no Plenário

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 11/08/2021 às 16:19
Notícia
Felipe Neto (Imagem: Reprodução/Instagram)
Pelo Twitter, Felipe Neto publicou quais foram os deputados de cada partido, que votaram a favor da PEC do voto impresso - FOTO: Felipe Neto (Imagem: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Ao repercutir a rejeição da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso, colocada em votação no plenário da Câmara dos Deputados, na noite dessa terça-feira (10), o youtuber Felipe Neto, declarou que o PSB foi a legenda que mais o decepcionou. Ele publicou em suas redes sociais, quais partidos teriam votado a favor e contra a proposta que determinava a impressão de cédulas após a confirmação do voto do eleitor. 

"PSB foi a maior decepção do ano, mais de 1/3 a favor", declarou Neto. Apesar da orientação contraria a proposta de autoria da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), que já havia sido rejeitada na comissão especial que analisava o tema, não houve fechamento de questão dentro do Partido Socialista Brasileiro - ou seja, os parlamentares estariam livres para decidir seu posicionamento independente da sigla.

 

Foram 11 deputados federais que votaram à favor da PEC do voto impresso: Mauro Nazil (RO), Ediminho Madeira (MG), Julio Delgado (MG), Ted Conti (ES), Jefferson Campos (SP), Ricardo Silva (SP), Rosana Valle (SP), Luciano Ducci (PR), Rodrigo Coelho (SC), Heitor Schuch (RS) e Liziane Bayer (RS). 

Da bancada federal do PSB de Pernambuco, apenas o deputado federal Gonzaga Patriota não votou, os demais parlamentares foram contrários a aprovação do texto. "O meu voto contrário à PEC do voto impresso é um compromisso com a democracia e a transparência! O texto ñ previa qual voto seria considerado como o válido em caso de divergência, se o digital ou o impresso. Ou seja, o voto impresso não garantiria nenhum tipo de resultado", afirmou o deputado federal Felipe Carreras. 

O líder do PSB na Câmara, o deputado federal Danilo Cabral, também celebrou o resultado. "PEC do Voto impresso derrotada na Câmara dos Deputados. Vitória da Democracia. Basta de cortinas de fumaça. Precisamos discutir os verdadeiros problemas do Brasil real. O povo precisa de vacina, auxílio e emprego", afirmou o socialista.


 

Comentários

Últimas notícias