Eleições 2022

Humberto Costa volta a considerar possibilidade de disputar o Governo de Pernambuco pela Frente Popular

Segundo o senador, sua prioridade será o pleito presidencial, mas caso seja favorável a Lula o lançamento de uma candidatura própria em Pernambuco, ele estaria disposto a representar a agremiação nas urnas

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 11/08/2021 às 18:43
Notícia
JEFFERSON RUDY/AGÊNCIA SENADO
Senador Humberto Costa - FOTO: JEFFERSON RUDY/AGÊNCIA SENADO
Leitura:

Às vésperas da visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a Pernambuco, o senador Humberto Costa (PT) voltou a afirmar que está à disposição do Partido dos Trabalhadores caso a sigla opte por lançar um candidato ao Governo do Estado em 2022, inclusive se isso ocorrer na Frente Popular. Segundo o parlamentar, sua prioridade no próximo ano será o pleito presidencial, mas caso seja favorável a Lula o lançamento de uma candidatura própria em Pernambuco, ele estaria disposto a representar a agremiação nas urnas.

"Para nós, a eleição mais importante é a do presidente Lula e, como tal, todo o meu esforço está dirigido a isso. Naturalmente, como nós estamos vivendo um período muito longo de governos do PSB, isso produz um desgaste que é normal, natural de acontecer, e evidentemente que surgem, também, pessoas que pensam em outras alternativas. Mas eu gostaria de dizer que o meu nome está à disposição do partido e poderei ser candidato dentro do PT, em uma aliança mais ampla ou até mesmo pela Frente Popular. Tudo isso, porém, depende de como nós vamos montar o palanque para o presidente Lula aqui", explicou Humberto ao Programa Cidade em Foco, da Rede Pernambuco de Rádios.

>> Eleições 2022: PT considera encabeçar majoritária da Frente Popular em Pernambuco

>> PT-PE fala que estudará aliança com a Frente Popular, do PSB

>> Para Sileno Guedes, Geraldo Julio é 'o melhor nome' do PSB para disputar o Governo de Pernambuco em 2022

>> PSL flerta nacionalmente com o MDB. Em Pernambuco, partido não garante apoio ao PSB em 2022

Lula chega ao Recife no próximo domingo (15), quando vai se encontrar com o governador Paulo Câmara (PSB). As relações do PT com os socialistas estão estremecidas em Pernambuco desde as eleições municipais de 2020, quando o então candidato João Campos (PSB), hoje prefeito da capital, fez duras críticas à legenda para atingir uma das suas adversárias, a deputada federal Marília Arraes (PT). Oficialmente, os petistas desembarcaram do governo do Estado no início de 2021.

O objetivo de Lula com a visita a Paulo é tentar reconstruir a ponte entre as duas agremiações, visto que o governador é vice-presidente nacional do PSB. Hoje, parte dos socialistas defendem o apoio a Lula em 2022, parte quer que o partido caminhe ao lado de Ciro Gomes (PDT) e uma outra parcela aposta no lançamento de um candidato próprio à presidência.

Na segunda-feira (16) o ex-presidente segue com a sua agenda em terras pernambucanas, quando deve se encontrar com movimentos sociais. "Nos dias 17 e 18 Lula estará em Teresina (Piauí). Ainda no dia 18, Lula chega a São Luis (Maranhão), onde fica até sexta-feira, quando vai para Fortaleza (Ceará). Na terça (24), Lula tem agenda em Natal com a governadora Fátima Bezerra. E quarta e quinta-feira Lula estará em Salvador (BA)", diz a assessoria do petista.

Comentários

Últimas notícias