Eleições 2022

Saiba qual o pedido de Lula à bancada do PT para 2022

O ex-presidente Lula tem focado, nos últimos dias, em reuniões com governadores, parlamentares e lideranças de diversos partidos

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 05/10/2021 às 19:38
Notícia
Ricardo Stuckert
"Precisamos eleger uma grande bancada conectada com as lutas do povo brasileiro", disse o ex-presidente Lula sobre encontro com bancada petista no Congresso - FOTO: Ricardo Stuckert
Leitura:

Nas tratativas do seu palanque para 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer que o PT trabalhe pela ampliação e fortalecimento de sua bancada federal no Congresso Nacional. Durante a reunião com deputados e senadores do partido, nessa segunda-feira (4), em Brasília, o líder petista pontuou que nos estados em que não houver candidato próprio a governador, o partido possa trabalhar com nomes fortes para indicação ao Senado.

“Nós tivemos uma conversa muito boa com o presidente. Ele está preocupado em ampliar nossa bancada federal tanto para a Câmara quanto para o Senado, e isso será importante para a nossa governabilidade. Nós conversamos sobre a conjuntura política nacional e como estamos enfrentando e resistindo ao governo Bolsonaro”, afirmou o senador Humberto Costa, ao JC. Essa estratégia para o Senado tem relação ao fato de o mandato ser por oito anos - em caso de eleição e reeleição, Lula conseguiria manter essa bancada.

As discussões não giraram em torno de nenhum estado específico, mas ao ser questionado de que forma essa orientação do ex-presidente Lula poderia impactar na reaproximação com o PSB de Pernambuco, Humberto Costa explicou que o PT pretende discutir qual será o seu papel no Estado e o que será feito a partir desta definição. A direção estadual petista já havia deixado claro que não vai abrir mão de ter o protagonismo na composição da majoritária - não havendo indicação para governador, a sigla pode apostar na vaga para o Senado. Neste caso, alguns nomes estão sendo ventilados, como o do deputado federal Carlos Veras, do deputado estadual Doriel Barros e do ex-secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto.

No tocante a um possível entendimento entre o PSB e a Frente Popular, sobre as alternativas para o Governo do Estado , o senador Humberto Costa, que possui mais quatro anos de mandato no Senado Federal, afirmou que estará a disposição para construir essa conjuntura. “O que nós queremos é viabilizar uma aliança nacional que envolva o PT com o PSB, a partir disso é que vamos discutir o que vamos fazer no estado e o que vamos fazer com o nosso papel. Nosso objetivo é tentar fazer uma boa bancada para o PT, com partidos aliados para poder dar governabilidade para o presidente Lula”, destacou Costa.

O deputado federal Carlos Veras enfatizou que Lula tem se disponibilizado a conversar com todos os setores e partidos para construir uma unidade de forças democráticas. A respeito da reaproximação com o PSB já está encaminhada, apesar das composições de palanques ainda não estarem desenhadas, Veras assinala que o PT tem total condições de compor a majoritária.

“Em 2018, Paulo Câmara foi candidato à reeleição e o senador Humberto Costa, foi candidato ao Senado. Agora podemos ter Humberto candidato a governador e Paulo Câmara para o Senado, é um caminho. Se o PT não tiver na cabeça de chapa, pode compor o Senado ou a vice, mas ele estará presente na chapa majoritária”, afirmou o parlamentar. “Nós temos uma responsabilidade muito grande de não deixar quem em Pernambuco, o facismo e a intolerância se instalem no Estado”, completou.

Nas redes sociais, a deputada federal Marília Arraes registrou o encontro com o ex-presidente Lula. "É sempre importante conversar com o presidente Lula sobre o nosso país. Tenho certeza que o povo brasileiro quer vê-lo, novamente, na Presidência", afirmou a parlamentar, por meio de nota.

Comentários

Últimas notícias