POLÊMICA

A Fazenda 2021: Dayane Mello diz que Nordeste tem "pessoas de cor" porque africanos fugiram para o Brasil

A equipe de Dayane publicou uma nota esclarecendo que a modelo tem vícios de linguagem derivados de conflito de cultura entre Itália e Brasil

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 09/11/2021 às 20:15 | Atualizado em 09/11/2021 às 20:26
Reprodução/Instagram
Dayane Mello a fazenda - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Mais uma declaração polêmica de Dayane Mello! Dessa vez a modelo e finalista do Big Brother Itália está sendo criticadas na internet por comentários feitos durante uma conversa com Tiago Piquilo, MC Gui, Gui Araujo e Valentina Francavilla, na última segunda-feira (8), sobre a II Guerra Mundial e Adolf Hitler, em A Fazenda.

Os peões estavam conversando sobre o tema dos imigrantes refugiados europeus que vieram pro Brasil na época fugindo da guerra. Dayane comentou que o Sul do Brasil era todo de alemães e portugueses, mas que regiões como a Bahia era de “pessoas de cor” porque eles haviam fugido da África.

“O Sul do Brasil é todo alemão e português. Por que a maioria dos, tipo, a Bahia, o Nordeste, são todos de cor? Porque muitos da África fugiram para cá, negros. Por que o Brasil tem negros e brancos?”, falou a peoa.

Valentina falou que o Brasil era lindo justamente pela mistura étnica. “Por que tem muita mistura no Brasil, que é muito lindo. O Brasil é muito lindo porque tem de tudo um pouco”. “É, todas as raças”, concordou Dayane. “Miscigenado para caramba. Você nunca viu nos filmes de Hitler isso?”, perguntou Gui Araujo.

A conversa dos peões foi cortada logo em seguida pela emissora do programa. As falas de Dayane geraram polêmica no Twitter, com muitos usuários acusando a modelo de racismo e o uso da expressão “pessoa de cor”. A equipe de Dayane Melo publicou esclarecimento sobre o ocorrido no Twitter, explicando que por morar na Itália há quase 10 anos a modelo utiliza expressões que evidenciam um “conflito de cultura” e que no país é usado “terminologia diferente da que é usada no nosso país”.

“A forma errônea usada por Dayane é nitidamente a maneira empregada pelo povo italiano. Day fez uma colocação problemática na nossa sociedade. [...] Lamentamos que ainda existam vícios linguísticos, principalmente feitos por Dayane e que, além dela, toda a sociedade evolua e aprenda”, diz a nota.

Outros usuários rebateram as justificativas, dizendo que o que Dayane está replicando no programa também é fruto da sociedade e cultura racista da Itália. Vale lembrar que Dayane já foi acusada de racismo anteriormente quando havia declarado que não pegava sol por conta do seu trabalho como modelo. Na ocasião ela disse para Tiago Piquilo que "tem que ser branquinha". 

Comentários

Últimas notícias