CONFIRA

Após demissão da Globo, filha de Francisco José se pronuncia em rede social: "Empresa mudou e já não valorizava seus mestres"

Jornalista foi demitido da emissora após 46 anos de trabalho

Gabriela Andrade
Gabriela Andrade
Publicado em 30/11/2021 às 9:01 | Atualizado em 30/11/2021 às 9:28
Divulgação
Francisco José e sua filha, Marianne Brito - FOTO: Divulgação
Leitura:

Nesta segunda-feira (29), a notícia de que o cearense Francisco José, 77 anos, um dos maiores jornalistas brasileiros, havia sido demitido da Rede Globo após 46 anos de carreira na emissora.

Em entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o jornalista falou sobre a demissão:"Eu estou triste, claro, foram 46 anos na emissora. Não posso fingir e dizer para você que estou feliz, porque não estou. Se fosse para sair feliz eu teria saído antes, pedido [para sair]".

Apesar da tristeza, Francisco José reforçou que não está magoado com a Globo e que só "tem a agradecer". Ele também contou que ficou surpreso com a carinho recebido após a divulgação da demissão. E por falar no carinho dos colegas de trabalho, Francisco José foi bastante homenageado nas redes sociais. As jornalistas Bianka Carvalho, Clarissa Góes e Camila Torres Sabrina Rocha, se pronunciaram sobre a saída dele.

De acordo com o site Notícias da TV, o diretor de jornalismo da emissora, Ali Kamel, emitiu um comunicado para os jornalistas por e-mail, provando a importância e relevância da contribuição de Francisco José para o jornalismo brasileiro.

Filha do jornalista se pronuncia sobre a demissão do pai

No mesmo dia em que foi noticiada a demissão de Francisco José, nesta segunda-feira (29), Marianne Brito, filha do jornalista, fez uma postagem em seu perfil no Instagram.

"Há vida fora da Globo! Adoro essa afirmativa, e faz tempo que a gente conversava sobre isso. A empresa mudou e já não valorizava seus mestres. Faltava verba para as grandes reportagens, enfim…. Foi uma parceria incrível por décadas e sua marca está na história do jornalismo brasileiro. Não bastasse ter uma reputação impecável e uma carreira brilhante, ainda recebe essa enxurrada de carinho do público. Muito orgulho de você @chicojosedebrito !", iniciou a também jornalista na legenda.

Na postagem, a filha de Francisco José mencionou projetos que o jornalista ainda possui:"Eu sei que você adora dar suas palestras, lotar auditórios e passar horas tirando fotos com os fãs. Mas se quiser resgatar um ou outro projeto que deixou pelo caminho, me chama! Te amo pai."

Relembre um pouco da carreira de Francisco José

O repórter iniciou sua carreira em jornalismo no Jornal do Commercio, em 1966, na área de esportes. Na época, a profissão ainda não era regulamentada, Pelo jornal, Francisco Chico cobriu duas Copas do Mundo e chamou atenção de Armando Nogueira, que o convidou para ser repórter e apresentador do Globo Esporte.

Durante anos, o jornalista ficou reconhecido por cobrir a seca na região nordeste. Atuou como repórter especial para o "Fantástico" e "Globo Repórter".

Um dos episódios mais impactantes na trajetória de Francisco José aconteceu no Recife, na cobertura de um assalto a banco em 1987. Uma mulher grávida estava sendo ameaçada com um revólver na cabeça. O repórter, então, propôs a ficar como refém no lugar dela e realizou uma enorme e tensa perseguição que terminou em Salvador.

Na autobiografia '40 anos no ar - A jornada de um repórter pelos cinco continentes', o jornalista conta  suas aventuras ao redor do mundo.

Censura na ditadura militar

Em uma entrevista concedida à Rádio Jornal em 2018, Francisco José relembrou uma retaliação que sofreu após uma reportagem sobre Pelé, na Copa de 70.

"Foi mais difícil naquele período, tinha menos tecnologia e era mais fácil impedir uma cobertura", contou o jornalista sobre os momentos conturbados do regime ditatorial, que durou de 19864 até 1985.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias