Visita guiada

Após dois anos, Casa-Museu Magdalena e Gilberto Freyre reabre ao público; saiba mais

Casarão que guarda acervo do escritor e sociólogo estará aberto para visitas guiadas

Ana Anjos
Ana Anjos
Publicado em 17/05/2022 às 16:00
KEILA CASTRO/Divulgação
Casa-Museu Magdalena e Gilberto Freyre - FOTO: KEILA CASTRO/Divulgação
Leitura:

Para quem estava com saudades da Casa-Museu Magdalena e Gilberto Freyre, uma notícia boa: após dois anos de restauro, o local reabre as portas ao público, nesta quarta-feira (18).

A escolha dessa data tem um motivo, é nela que se comemora o Dia Internacional dos Museus. Localizado no bairro de Apipucos, zona norte do Recife, em Pernambuco, teve suas atividades interrompidas por causa da pandemia da covid-19.

A Fundação Gilberto Freyre tem passado pelo maior projeto de restauro e conservação da sua história, possibilitado graças a um convênio firmado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Os ambientes foram preservados como a família deixou na década de 1980, à exceção da cozinha, que sofreu alterações. Antes do projeto de restauro e conservação, o museu abrigava um acervo de 2 mil peças catalogadas. Durante a fase de registro do projeto, esse número passou para quase 5 mil peças, pela amplitude da catalogação.

“Há uma complexidade envolvida por conta da natureza do nosso acervo, que é muito diverso. Temos desde mobiliário, até louças, vestuário, quadros e livros e cada peça exige um cuidado específico”, comenta Jamille Barbosa, gerente editorial e de acervos da FGF.

Os horários de visitação será de segunda a sexta-feira, nos seguintes horários: 13h, 14h, 15h e 16h. Os ingressos custam R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada). Para grupos com mais de 10 pessoas, o agendamento pode ser feito em horários específicos. Neste caso, o ingresso é R$ 20 e o contato pode ser feito pelo telefone (81) 3441-1733.

Comentários

Últimas notícias