DEPUTADO FEDERAL

De saída do PDT, Túlio Gadêlha recebe convite de Lula para se filiar ao PT durante reunião no Recife

Deputado federal já disse que está "de malas prontas" para sair do PDT, de Ciro Gomes.

José Matheus Santos
Cadastrado por
José Matheus Santos
Publicado em 16/08/2021 às 8:44 | Atualizado em 16/08/2021 às 8:46
Ricardo Stuckert/Divulgação
Túlio Gadêlha e Lula - FOTO: Ricardo Stuckert/Divulgação
Leitura:

Prestes a sair do PDT, o deputado federal Túlio Gadêlha recebeu o convite do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para se filiar ao PT.

Os dois se reuniram na noite deste domingo (15) em um hotel de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

"A gente conversou bastante, ele ainda queria conversar mais, me convidou para ir a São Paulo para ter mais tempo para conversar comigo sobre o cenário político. Uma conversa boa, proveitosa, leve, ele me fez o convite para a gente ir para o PT, convite que a presidente Gleisi já tinha feito alguns meses atrás. Falamos sobre a (necessidade de) unidade do campo progressista, os desafios que a gente tem, o desgoverno Bolsonaro e a necessidade de buscar uma alternativa", disse Túlio ao Blog.

Em entrevista ao Blog no início de julho, Gadêlha disse que está "de malas prontas" para sair do PDT e se disse "decepcionado".

Em maio, o Blog mostrou que o comando do PDT de Pernambuco acendeu alerta com o movimento do deputado federal Túlio Gadêlha de dialogar com outros partidos de esquerda. A ala liderada no estado pelo deputado federal Wolney Queiroz teme que a saída do deputado reduza os votos proporcionais do partido na eleição para deputado federal.

Filiado ao PDT, Túlio é quadro do partido desde a juventude partidária, mas tem passado por divergências internas na legenda. No PDT de Pernambuco, Túlio diverge da forma de condução do partido, que é comandado desde os anos 1990 pelo grupo do deputado estadual e ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz, e do deputado federal Wolney Queiroz, por uma comissão provisória.

Em 2020, Gadêlha foi lançado pré-candidato a prefeito do Recife pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, mas o projeto foi barrado pela cúpula pedetista às vésperas da convenção partidária, pois a sigla optou por aliança com o PSB, do então candidato João Campos, e indicou Isabella de Roldão como candidata a vice.

Agenda de Lula

O ex-presidente Lula cumpre agenda no Recife até a noite desta segunda-feira. Ele chegou à cidade por volta das 12h do domingo (15).

Na tarde do domingo, esteve com lideranças e parlamentares do PT de Pernambuco. Em seguida, entrou pela noite em encontros com PSOL e PCdoB locais e com o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT).

Por volta das 21h, começou o jantar no Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, com membros do PSB, incluindo deputados federais do partido, o governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, João Campos. Pelo PT, participaram, além de Lula, o senador Humberto Costa, a presidente nacional da legenda, Gleisi Hoffmann, o vice-presidente do PT, José Guimarães, o deputado federal Carlos Veras e a deputada estadual Teresa Leitão.

Nesta segunda, o líder petista visita um assentamento do MST em Moreno, no Grande Recife. Na volta ao Recife, dará uma entrevista coletiva às 12h à imprensa. À tarde, reuniões com membros de PP, Republicanos, Avante e MDB.

Lula finaliza a agenda no Recife com encontro às 19h com movimentos sociais.

 

Comentários

Últimas notícias