Blog O Viral
O Viral

Se tem um repórter que não vive sem pauta, é o Viral. De notícias curiosas às novidades do seu seriado ou filme favorito, tá tudo aqui.

VER PERFIL
'AU'MOR

Cachorros 'invadem' ambulância do Samu para acompanhar o dono

Bob e Chiara passaram a dormir na porta da UPA até o dono receber alta

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 03/11/2021 às 14:57 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Reprodução/Arquivo Pessoal
Bob e Chiara acompanham seu dono dentro da ambulância - FOTO: Reprodução/Arquivo Pessoal
Leitura:

Uma equipe de socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) presenciou a fidelidade de dois cachorrinhos ao seu dono. O caso aconteceu em Bauru, São Paulo.

O catador de recicláveis, José Antônio Pereira, de 47 anos, foi vítima de convulsões. Ele foi levado para a unidade de saúde depois que as duas socorristas que estavam fazendo o atendimento, permitiram que os dois cachorros do homem o acompanhassem até o local, dentro da ambulância. 

Segundo a enfermeira-chefe do Samu em Bauru, Patrícia Iolanda Antunes, o atendimento do homem começou na tarde da segunda-feira (1°). Na chegada ao local, a motorista Josyane Plana e a técnica de enfermagem Maria de Lourdes Pereira, encontraram o catador caído no chão, um pouco confuso. Mas ao tentar se aproximar dele, os seus cães avançavam, não deixando ninguém chegar perto.

José Antônio então informou o nome dos cachorros para as socorristas, e só assim, elas conseguiram acalmar os animais. Mas ao colocar o catador dentro da ambulância, Bob e Chiara também entraram no veículo e ficaram ao lado do seu dono.

"Os socorristas me chamaram no nosso grupo privado interno, mandaram foto dos cães dentro da viatura, e disseram que, 'se alguém reclamasse', elas não tiveram outra alternativa a não ser transportar os animais junto ao paciente. Elas justificaram ainda que, se não fosse assim, os cães poderiam correr atrás da ambulância e serem atropelados", contou a enfermeira-chefe do Samu.

Mas a fidelidade dos cachorros não terminou no desembarque do homem na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro Mary Dota. O catador de recicláveis teve que passar a noite em observação, então Bob e Chiara se deitaram na porta da sala de emergência da UPA e passaram a madrugada esperando por seu dono.

Na manhã da terça-feira (2), José Antônio teve alta e finalmente conseguiu reencontrar os seus parceiros fiéis e voltar para casa.

Comentários

Últimas notícias