Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Ilha do Retiro

Renúncias, derrotas, salários atrasados e clima ruim: veja os bastidores do momento conturbado do Sport

Dentro e fora do campo, o Leão ainda não conseguiu se encontrar na temporada

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 28/06/2021 às 1:56
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Com o clima nada bom, Louzer tem sido o principal alvo das críticas da torcida e a demissão já começa a ser questionada - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Um cenário de terra arrasada. Assim pode ser definido o Sport na temporada 2021. Se 2020 acabou com um fio de esperança, com a tão sonhada permanência na Série A, a temporada 2021 começou de forma bastante turbulenta. Eliminação vergonhosa dentro de campo para Juazeirense na Copa do Brasil. Lanterna da Copa do Nordeste. Perda do Campeonato Pernambucano para o rival Náutico. Bate chapa nas eleições. Presidente que venceu e renunciou menos de três meses após assumir o cargo, junto com o vice-presidente. Esses são apenas alguns elementos que podem explicar o motivo delicado pelo qual o clube está passando. Sem presidente, vieram salários atrasados (jogadores estão há quase 3 meses sem receber os vencimentos), atos de indisciplina dentro do elenco e o futebol abaixo do esperado no Brasileirão completam o cenário macabro que envolve o Sport Club do Recife.

LEIA MAIS

Torcida organizada realiza cobrança no embarque do Sport para enfrentar o Santos

Técnico do Sport comenta suposto ato de indisciplina de Patric: "Princípios e valores são inegociáveis"

Milton Bivar, Umberto Louzer, dirigentes e jogadores: todos os culpados pela crise no Sport

Sport sofre, empata com Cuiabá no Brasileirão e aumenta crise na temporada

"A diretoria que tem que falar disso", diz Thiago Neves sobre ato de indisciplina de Patric no Sport

Após ato de indisciplina, Patric fica fora do jogo do Sport contra o Cuiabá pelo Brasileirão

INDISCIPLINA

O episódio mais recente, que evidenciou o clima conturbado do Sport, foi o afastamento e não participação do lateral-direito Patric no empate com o Cuiabá. Segundo o clube, por causa de um suposto ato de indisciplina, que não foi revelado nem mesmo pelo técnico Umberto Louzer, em entrevista coletiva, neste domingo (27). Recentemente, o atacante Mikael também não foi relacionado após faltar a um treino, antes do duelo contra o Grêmio, e não se entender amigavelmente com o staff do futebol. Nas redes sociais, o jogador admitiu o erro e disse que "não estava com cabeça" devido a problemas pessoais.

>> Patric volta a treinar no Sport e não viaja para jogo contra o Santos

Ainda teve a cena protagonizada pelo meia Gustavo ao ser substituído no embate com o Corinthians. As imagens da transmissão flagraram ele realizando um sinal de "doido", supostamente direcionado ao técnico do Sport. Na mesma partida, o repórter do canal Premiere, que estava no campo, disse que o lateral-direito Patric desabafou, com muitos palavrões, após realizar a assistência para o gol do Leão marcado pelo atacante Tréllez.

Patric é um dos líderes do elenco do Sport. Ele foi contratado no ano passado para a Série A e era o titular absoluto na lateral direita e capitão até o início desta temporada. No Campeonato Brasileiro, ele passou a figurar o banco de reservas e ser acionado em algumas partidas no segundo tempo. Isso em detrimento a titularidade do recém-contratado Hayner.

>> Milton Bivar e Carlos Frederico deixam oficialmente o comando do Sport

>> Torcida do Sport faz protesto na Ilha do Retiro e pede eleições diretas após renúncia de Milton Bivar

>> Presidente interino do Sport desmente Milton Bivar e diz que formato da eleição vai ser definido pelo Conselho

RENÚNCIAS

Os resultados no começo da temporada não agradaram nem um pouco, mas o estopim da crise do Sport foram as renúncias do presidente Milton Bivar e o vice Carlos Frederico. A chapa de situação obteve a reeleição em uma dos pleitos mais acirrados da história do Sport. Bivar venceu o principal opositor Nelo Campos por uma diferença de 38 votos. O processo eleitoral, que era para ter sido realizado em dezembro, foi bastante turbulento por causa de dois adiamentos: o primeiro com o argumento de que o Leão precisava focar na permanência na Primeira Divisão e o segundo usando a pandemia da covid-19 como justificativa.

Para esquentar o clima, o presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Lacerda, assumiu o comando e declarou que o Sport não suporta mais uma eleição. Além disso, não determinou um prazo para o novo pleito, "ganhou" 90 dias do Conselho como vice-presidente provisório, e ainda deixou aberta a possibilidade da votação ser feita de forma indireta, apenas entre os conselheiros. O que foi de encontro ao estatuto, que determina a participação dos sócios em Assembleia Geral. 

>> Conselho Deliberativo do Sport confirma eleições diretas em julho

Precisou ser realizada uma série de protestos por parte dos torcedores para a eleição, e de forma direta, ser marcada para o dia 15 de julho pelo Conselho Deliberativo. Ex-presidentes também se juntaram em carta aberta e endossaram o apelo da torcida. Entre eles, nomes como Luciano Bivar, Homero Lacerda, Gustavo Dubeux, Fernando Pessoa, Jarbas Guimarães, Severino Otávio e Wanderson Lacerda.

FRACASSOS

No início de 2021, o Sport só somou decepções. Na Copa do Brasil, pela terceira vez consecutiva, o Leão foi eliminado na primeira fase. Desta vez, diante da frágil Juazeirense, da Série D. Depois, o tricampeão da Copa do Nordeste ficou na lanterna do Grupo A do Regional, com seis pontos, apenas uma vitória, três empates e quatro derrotas. Já no Pernambucano, após um início sofrido, conseguiu passar da fase de grupos como segundo colocado. 

No entanto, na metade da primeira fase, o técnico Jair Ventura foi demitido. Uma saída conturbada, visto que ele tinha acabado de renovar o contrato, e o Sport precisou pagar uma multa de mais de R$ 500 mil. O auxiliar técnico César Lucena dirigiu a equipe em três jogos e o treinador Umberto Louzer em outros dois confrontos antes da semifinal. 

Com uma vitória magra, por 1x0, e um gol de pênalti, o Sport passou para a final do Pernambucano contra o rival Náutico. Nos dois jogos, mesmo tendo empatado por 1x1 e perdido o título estadual nos pênaltis, os rubro-negros observaram o Timbu abusar de perder chances de gol e dominar as partidas. No Brasileirão, a expectativa é que existisse uma evolução. Mas ficou longe disso. Em sete jogos, sob o comando de Louzer, apenas uma simples vitória diante do Grêmio, dois empates (Internacional e Cuiabá) e quatro derrotas (Atlético-MG, Fortaleza, Juventude e Corinthians). 

CRISE FINANCEIRA

Mesmo com a permanência na Série A, o clube rubro-negro tem convivido com os atrasos salariais em 2021. Segundo apurou a reportagem do Blog do Torcedor, o Sport deve quase três meses de vencimentos aos jogadores. Sem contar com a situação dos funcionários que é ainda pior desde o fim da gestão passada em 2018. A direção leonina tem mais cautela com o elenco, pois, se atrasos nos pagamentos chegarem a três meses, os atletas pode pedir a rescisão contratual indireta na Justiça.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias