Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

OPINIÃO

Náutico melhora, mas derrota para o Remo sinaliza que recomeço será difícil para Hélio dos Anjos

Pela segunda vez nesta Série B, o Náutico vive um momento de recomeço. Agora com Hélio dos Anjos no lugar de Marcelo Chamusca

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 25/09/2021 às 6:44
Notícia
FERNANDO TORRES / ESTADÃO CONTEÚDO
Remo X Náutico – Jeferson jogador do Remo comemora seu gol durante partida contra o Náutico no estádio Baenão pelo campeonato Brasileiro B 2021. - FOTO: FERNANDO TORRES / ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

Pela segunda vez nesta Série B, o Náutico vive um momento de recomeço. Agora com Hélio dos Anjos no lugar de Marcelo Chamusca. Que tinha substituído exatamente Hélio. Bom, confusão à parte, é justo dizer que o Timbu melhorou seu futebol na noite da última sexta (24) contra o Remo, no Baenão, em Belém-PA, pela 26ª rodada da competição.

O resultado foi cruel, 1x0 para os paraenses, com um gol marcado aos 51 minutos do segundo tempo. Para um time que vem afundado em derrotas - são quatro seguidas agora -, perder mais uma, e desta forma, desanima. Ainda mais porque a partida foi equilibrada. Com os alvirrubros com domínio em certos momentos e supremacia do Leão Azul em outros.

Porém, foi um Náutico mais competitivo, sobretudo comparando o comportamento do time na Era Chamusca. Hélio, mesmo sem ficar à beira do gramado (Marcelo Rocha teve essa função), já promoveu uma mudança tática, com o deslocamento de Junior Tavares da lateral esquerda para o meio de campo, ao lado de Trindade e Rhaldney. Fazendo Jean Carlos se aproximar mais de Vinícius e Álvaro. O time funcionou melhor, apesar da derrota. Mas ainda carece de mais força dentro da área.

OUTRO PERSONAGEM

Outro personagem importante no jogo foi o goleiro Jefferson. Reintegrado ao elenco (tinha sido afastado após a falha contra o Cruzeiro, último jogo da antiga passagem de Hélio), voltava justamente à rotina de ficar no banco de reservas contra o Remo. E não é que teve que entrar em campo! Com a lesão de Alex Alves, Jefferson defendeu a meta alvirrubra na reta final do jogo. Não teve culpa no gol, mas mostrou certa insegurança em algumas bolas cruzadas.

Comentários

Últimas notícias