Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

CRISE

Saiba mais sobre o erro que está provocando a saída de toda a diretoria de futebol do Sport

Atacante Wander, volante Aguirre e goleiro Saulo foram regularizados, mas não foram inscritos no Campeonato Brasileiro

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 27/09/2021 às 12:05
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT CLUB DO RECIFE
Saulo chegou, treinou, mas não pode jogar no Brasileirão - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT CLUB DO RECIFE
Leitura:

Não é só dentro de campo que o Sport anda vacilando e descrevendo uma campanha medonha no Campeonato Brasileiro. Fora das quatro linhas, a diretoria bate cabeça. Nesta manhã, duas notícias explodiram feito bomba na Ilha do Retiro. Na reunião para traçar os novos passos, a diretoria de futebol chegou a entregar o cargo. A outra informação foi o fato do clube não poder utilizar as últimas contratações do clube, o atacante Wander, o volante Aguirre e o goleiro Saulo, no Brasileiro, por erro do clube. Essa balança de vez a situação, pois trata-se de erro estratégico da diretoria. Se é que houve estratégia. A bronca é tão grande que toda a diretoria de futebol entregou os cargos ao presidente Leonardo Lopes. 

É importante que se entenda que a inscrição de atleta e publicação no BID fazem parte de uma mesma plataforma da CBF, mas são ações independentes. O BID (Boletim Informativo Diário) é para oficializar na entidade máxima do futebol brasileiro que o clube contratou o jogador. E aí, em seguida, o clube informa qual a competição ele vai disputar. O Sport fez a primeira parte. Não se sabe porque não faz a segunda, já que Wander, Aguirre e Saulo foram contratados para disputar o Campeonato Brasileiro.  Será que deixaram para última hora e esqueceram? Sabe-se lá. 

O processo de liberação de jogadores é feito através de uma plataforma virtual da CBF chamado Gestão Web. Nele, há um raio-x de todos os atletas do clube: nome completo do atleta, documentos, histórico de clubes, salários, direito de imagens, entre tantas outras informações.

O processo inicialmente feito pelo clube chega para a Federação Pernambucana de Futebol, para a primeira análise da documentação. Posteriormente, ao ser validada, é enviada para a CBF, que faz uma nova avaliação e, seguida, valida. Após a publicação no BID, cabe ao responsável do clube, acessar a aba de competições do mesmo sistema, inscrever o atleta na competição específica. Automaticamente, o jogador já está inscrito.  Foi esse último passo que o Leão não fez e dançou. Já o lateral Jéferson não foi inserido em passo nenhum, nem regularizado, muito menos inscrito. 

O que fazer com os jogadores que foram recém-contratados? O Leão vai ter que negociar com o clube de origem, já que há custos nisso tudo. Afinal, os atletas são oficialmente do Sport (exceto Jéferson). Além disso, quem vai fazer esse procedimento já que a diretoria não fica na Ilha do Retiro.

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias