Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

PRIMEIRO DE MUITOS!

Messi faz o seu primeiro gol com a camisa do PSG

Após diversas críticas sobre um rendimento abaixo do esperado, Messi marca o primeiro gol com a camisa do PSG.

Manuel Dias
Manuel Dias
Publicado em 28/09/2021 às 17:47
Notícia
ALAIN JOCARD / AFP
Messi marcou seu primeiro gol pelo PSG na partida contra o Manchester City. - FOTO: ALAIN JOCARD / AFP
Leitura:

Com AFP e Estadão Conteúdo

Diversas críticas estavam passando pelo craque do PSG, Lionel Messi, por atuações medianas e polêmicas com o técnico Pochettino. Porém, em busca de mostrar o seu verdadeiro potencial, o argentino marcou seu primeiro gol com a camisa do clube francês, pela fase de grupos da Champions League, contra o Manchester City, no Parc des Princes.

Em seu quarto jogo pela equipe francesa, o astro argentino fez vibrar o Parque dos Príncipes ao trocar passes com Kylian Mbappé e chutar de fora da área para fazer 2x0 aos 74 minutos. O jogo teve a transmissão do SBT e exibição da TV Jornal em Pernambuco.

Veja o vídeo:

O argentino se destacou pelo gol bonito, seu 121° na Liga dos Campeões. Mas outro herói da primeira vitória do Paris Saint-Germain na competição foi o italiano Donnarumma. O goleiro estreou no torneio fazendo grandes defesas. Os ingleses criaram muitas chances para empatar e até carimbaram o travessão duas vezes.

Alain JOCARD / AFP
Messi comemora com Neymar o seu primeiro gol com a camisa do PSG - Alain JOCARD / AFP
 

GOL CEDO

Depois de estreia frustrante contra o Brugge, com empate por 1x1 na Bélgica, mais uma vez a apresentação do PSG foi distante da esperada para quem figura como um dos grandes favoritos à taça. Com o gol cedo, a equipe ficou quase o tempo todo na defesa passando aperto. Messi, em rara arrancada na etapa final, decidiu. Mas ainda carece de ritmo de jogo.

Depois de polêmicas com escalações e substituição, o técnico Maurício Pochettino não quis saber de confusão. Mandou a campo o goleiro italiano Donnarumma, enfim, como titular, e o trio Messi, Neymar e Mbappé juntos após três partidas. Dos grandes reforços, apenas Sérgio Ramos, ainda em recuperação de lesão, era ausência.

Do outro lado, o espanhol Pep Guardiola optou por Mahrez, De Bruyne e Sterling desde o início. Sobrou para Gabriel Jesus, de volta à reserva após belo início de temporada. O volante Fernandinho também era opção.

Com seus astros em campo, o torcedor do PSG não custou a fazer festa. O grito de gol no Parque dos Príncipes demorou apenas sete minutos para sair. E depois de a bola passar pelo trio mágico. Mbappé e Messi trabalharam pela direita até o francês rolar para trás. Neymar, na hora de estufar as redes, deixou a bola escapar, mas Gueye apareceu bem e mandou no ângulo. O volante somou seu quarto gol na temporada. É artilheiro da equipe ao lado de Mbappé.

Depois de mostrar toda sua revolta com punição de Lucas Paquetá, que recebeu cartão amarelo no Campeonato Francês após dar uma "lambreta" num rival, Neymar resolveu "peitar" a arbitragem num confronto continental ao também protagonizar o lance. Na Liga dos Campeões o árbitro viu o lance como jogada comum. E o marcador do time inglês sequer reclamou no lance plástico.

A desvantagem obrigou o City a sair da defesa. E de maneira imponente. Os ingleses equilibraram o confronto e criaram boas chances para igualar o resultado. Na melhor delas, De Bruyne cruzou e Sterling cabeceou no travessão. No rebote, livre, Bernardo Silva novamente parou no travessão. O PSG levava sufoco em sua casa e as defesas de Donnarumma garantiram a vantagem no placar - parou Cancelo e Rúben Dias.

Com Neymar e Mbappé ajudando bastante na marcação, o PSG terminou a primeira etapa espremido na defesa e com os visitantes bem melhores. A derrota por placar mínimo não retratava a apresentação do City, que merecia melhor sorte pelo produzido.

SEGUNDO TEMPO

A volta dos vestiários foi justamente igual aos minutos finais do primeiro tempo. Ataque inglês x defesa francesa. Sterling podia empatar, mas errou o alvo e logo a seguir lá estava Donnarumma fazendo milagre.

O PSG passou mais da metade da etapa sem conseguir passar do meio. Se defendia de todas as forças até acertar um contragolpe certeiro e mortal. Messi mostrou a frieza de sempre para mandar no ângulo e garantir os três pontos numa partida bastante difícil.

BRUGGE

No outro jogo do Grupo A, o Brugge mostrou que seu empate com o PSG não foi um acaso. Mesmo na Alemanha, não se intimidou com o RB Leipzig e buscou uma grande virada, 2x1. Nkunku fez 1x0 com somente cinco minutos, passando a falsa impressão que os donos da casa buscariam reabilitação após estreia com derrota.

Os belgas, porém, mostraram força e reagiram antes mesmo do intervalo, com gols de Vanaken e Rits. Na etapa final bastou levantar o paredão defensivo para subir aos mesmos quatro pontos do PSG. O City soma três e o RB Leipzig segue sem nenhum.


Alain JOCARD / AFP
Messi comemora com Neymar o seu primeiro gol com a camisa do PSG - FOTO:Alain JOCARD / AFP

Comentários

Últimas notícias