Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Luta

"É meio complexo falar", afirma Everton Felipe sobre recuperação de depressão no Sport

Há pouco mais de um mês, o meia usou as redes sociais para desabafar sobre a batalha que estava travando contra a doença

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 20/11/2021 às 7:08
ANDERSON STEVENS/SPORT
Everton Felipe concedeu entrevista coletiva após a vitória do Sport sobre o Bahia - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

A volta de Everton Felipe para o Sport foi muito mais que o retorno de um prata da casa para o clube de origem. Após dois meses vestindo novamente a camisa rubro-negra, ele revelou no mês passado a grande luta que estava travando contra a depressão. Em um longo texto divulgado na conta pessoal no Instagram, o jogador desabafou e revelou que optou por defender de novo o Leão para recuperar o bom futebol na carreira e se sentir no clube que o projetou no futebol. Após a vitória sobre o Bahia, na quinta-feira, Everton Felipe contou um pouco mais sobre o processo de recuperação da doença. 

>> Confusão na Arena: PM diz que Sport foi alertado, mas não contratou efetivo de vigilância privada sugerido

>> Arena de Pernambuco diz que cobrará ao Sport os custos da depredação de torcida organizada; saiba o que foi destruído

>> Tiros, confrontos e tensão: uniformizada do Sport invade Arena de Pernambuco

"É meio complexo falar disso. Não é vergonha, nem medo, nem nada. Como falei antes, no futebol você é cobrado sempre por render. Não generalizando, muitos da imprensa cobram bastante por render. Dirigentes, treinadores também. Não é o primeiro caso. Ninguém está preocupado com o lado humano, mental do jogador. Garanto que muitos jogadores passam por outros problemas do tipo. Só que o receio de conversar é muito grande. Qual o reflexo que isso terá na mídia? O cara está se escondendo atrás de uma doença, não pode mais jogar futebol naquela temporada por isso ou aquilo", comentou. 

Após 16 partidas pelo Sport em 2021, Everton Felipe tem conseguido evoluir em campo nos últimos jogos válidos pela Série A do Campeonato Brasileiro. Tanto que na vitória sobre o Bahia foi um dos destaques da equipe rubro-negra. Mesmo não estando no ápice da carreira, ele tem recebido o apoio do técnico paraguaio Gustavo Florentín. Apesar de ter chegado durante o Brasileirão, o meia já conseguiu bater o recorde de jogos disputados desde 2017. Até então, tinha oscilado bastante e chegado apenas em 14 jogos na última temporada pelo Atlético-GO.

"Depois que surgiu nas redes sociais a história, fui no meu Instagram para deixar claro tudo que eu estava passando. Na última frase, fui bem direto e disse que estou passando por um momento difícil e não posso deixar de ser cobrado. Não é por causa disso que a imprensa, o treinador e a direção precisa passar a mão na minha cabeça. Estou passando por um momento difícil na minha vida, mas isso vai passar um dia", disse o meia do Sport.

"Ninguém é perguntado sobre o momento que você está passando. No futebol, não se pergunta se está bem ou não. Conheço dois, três amigos meus que passaram por isso, mas nunca falam pelo receio de como será tratado. Tomam remédio a dois, três anos. Abri mão de muita coisa para voltar ao Sport. Não é falando besteira, abrir mão de um valor muito grande no São Paulo", acrescentou.

>> Após vitória sobre Bahia, técnico do Sport lamenta adiamento do jogo contra o Flamengo pelo Brasileirão

Everton Felipe ainda não escondeu o que optou por deixar para trás com o intuito de se recuperar da depressão jogando em casa, no Sport. "Neste momento, aquele valor não era maior, não seria o mais importante para minha vida, minha mente, meu coração. Não adiantava ficar lá sem jogar, longe da minha família, com essa doença, se curando apenas, pois dinheiro não é tudo. Estou com minha família todos os dias, jogando aqui no Sport, isso faz com que eu esteja nesta recuperação muito grande", contou.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Everton Felipe estava encostado no São Paulo após ter sido vendido pelo Sport em 2018 - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

PEÇA-CHAVE

Everton Felipe também revelou que o trabalho que tem feito com a psicóloga Rosângela Vieira. Ela foi contratada pelo Sport para cuidar da preparação mental de todo o elenco no fim do mês de setembro. Segundo o meia leonino, após várias experiências, o tratamento adotado por ela é o que mais tem surtido efeito na luta contra a depressão. O jogador ressaltou que ressaltou que passou por dias que não tinha vontade nenhuma de treinar ou jogar e ainda sentia uma forte angústia.  

>> Sport 1x0 Bahia pelo Brasileirão: ouça o gol nas ondas da Rádio Jornal

>> Confira o gol da vitória do Sport sobre o Bahia pelo Brasileirão

>> Sport vence Bahia e mantém vivo o sonho de fugir do rebaixamento no Brasileirão

"Agradeço bastante a uma pessoa que tem me ajudado bastante no futebol. É a psicóloga Ro. Tem me ajudado de uma maneira que não tenho nem palavras para explicar. Passei por quatro, cinco psicólogas e ninguém me fez sentir o que estou sentindo com ela. Acabou o jogo ontem, no jogo do Ceará também. Só que ontem teve um algo a mais. Mandei uma mensagem para ela agradecendo muito, muito de verdade mesmo, ela tem me ajudado de uma maneira incrível", declarou o meia do Sport.

"Não tenho nem palavras para agradecer. Só quem passa por isso que estou passando sabe. Uma angústia, uma tristeza muito grande. É algo que tira a sua vontade de fazer tudo na vida. Só que é preciso quebrar esse paradigma. Muitos tem o medo de falar, mas é algo que precisa buscar tratamento. É uma angústia muito grande, um medo muito grande. Mesmo estando em casa, tinha dia que eu não queria nem olhar para uma bola", concluiu Everton Felipe.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias