Saúde

Coronavírus: entenda a diferença entre quarentena e isolamento

O Ministério da Saúde publicou as medidas para isolamento e quarentena na última quinta-feira (12), por meio de uma portaria

Mayra Cavalcanti
Mayra Cavalcanti
Publicado em 16/03/2020 às 12:17
Notícia
Foto: Fábio Costa/JC Imagem
Os sintomas do novo coronavírus são tosse seca, febre e falta de ar - FOTO: Foto: Fábio Costa/JC Imagem
Leitura:

Para entender o que é quarentena e a diferença dela para o isolamento, basta consultar o Tesauro Eletrônico do Ministério da Saúde, que define a quarentena como "isolamento de indivíduos ou animais sadios pelo período máximo de incubação de doença, contado a partir da data do último contato com um caso clínico ou portador, ou a partir da data em que esse comunicante sadio abandonou o local em que se encontrava a fonte de infecção".

Na definição, o Tesauro Eletrônico também faz referência às doenças chamadas quarentenárias. Estas enfermidades são de grande transmissibilidade, geralmente graves, e requerem isolamento, como é o caso da cólera, febre amarela e tifo exantemático.

Enquanto a quarentena é destinada às pessoas sadias, o isolamento acontece quando a pessoa já está infectada, como também define o Tesauro: "segregação de um caso clínico do convívio das outras pessoas, durante o período de transmissibilidade, a fim de evitar que os suscetíveis sejam infectados. Em certos casos, o isolamento pode ser domiciliar ou hospitalar".

Apesar do nome quarentena fazer referência ao período de 40 dias, é importante lembrar que o tempo não é exatamente este, mas sim, de até 40 dias, podendo ser estendido. Devido à pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Saúde publicou na última quinta-feira (12) a portaria nº 356/2020, que regulamenta as medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública em decorrência da Covid-19, causada pelo novo vírus.

O isolamento, destinado aos casos suspeitos, confirmados e prováveis, portador sem sintoma e quem teve contato com casos confirmados, o período de isolamento recomendado é de 14 dias, podendo ser estendido por igual período, dependendo do exame laboratorial. Já a quarentena deve ser estabelecida por secretarias de saúde dos estados, municípios e do Distrito Federal ou ministro de estado da saúde, sendo um tempo de até 40 dias, podendo também ser estendido.

“O isolamento não é obrigatório, não vai ter ninguém controlando as ações das pessoas, ele é um ato de civilidade para proteção das outras pessoas. Já a quarentena é uma medida restritiva para o trânsito de pessoas, que busca diminuir a velocidade de transmissão do coronavírus. Essas são medidas de saúde pública”, explica o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias