tragédia ambiental

As imagens do óleo nas praias de Maracaípe e Cupe

Material também foi retirado de Camboa, Toquinho, Merepe, Enseadinha, Muro Alto e Serrambi, todas em Ipojuca

JC Online
JC Online
Publicado em 19/10/2019 às 17:22
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
FOTO: Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

Os vestígios de óleo que foram retirados das praias de Ipojuca contabilizaram 4 toneladas até às 15h30 da tarde deste sábado (19). A informação foi repassada pela assessoria de imprensa da prefeitura. As manchas de óleo que vem aparecendo em todo litoral nordestino desde o final de agosto aportaram neste sábado nas praias de Maracaípe, Camboa, Toquinho, Merepe, Enseadinha, Cupe, Muro Alto e Serrambi. Até o momento não foi contabilizado óleo em grande quantidade na praia de Porto de Galinhas, a mais famosa do Estado.

Veja as imagens da retirada do material neste sábado

Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Cerca de 4 toneladas de óleo foram recolhidas das praias do Cupe e Maracaípe - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
-
-
Cerca de 4 toneladas de óleo foram recolhidas das praias do Cupe e Maracaípe -
-
-
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Manchas de óleo chegam na Praia de Maracaípe, Litoral Sul de Pernambuco - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Voluntários mobilizados para a retirada da substância - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
O óleo chegou na madrugada deste sábado (19) - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
A região está sendo monitorada - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Há risco de novas manchas chegarem no início da noite com a maré alta - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Voluntários mobilizados para a retirada da substância - Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
-
-
-

O que se sabe sobre o óleo

Fernando de Noronha está sob monitoramento

Patrimônio Natural da Humanidade declarado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, e um dos destinos mais procurados, a ilha de Fernando de Noronha está sendo monitorada em meio ao desastre das manchas de óleo no Nordeste. A assessoria de imprensa Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas) informou, na noite desta sexta-feira (18), que não há, até o momento, sinais da substância nas praias do arquipélago. No entanto, já foi providenciado o envio do material necessário para que seja feita a instalação de barreira de contenção.

Manchas avançam e chegam à praia dos Carneiros

As manchas que já tinha atingido São José avançaram até a Praia dos Carneiros, também no Litoral Sul, na manhã desta sexta-feira (18). De acordo com moradores, a presença do óleo pôde ser observada a partir das 5h. O derramamento de óleo já havia sido registrado na região através de vestígios, mas reapareceu de forma mais intensa nesta manhã. Centenas de voluntários ajudaram na limpeza de toda a orla. Alguns restaurantes fecharam suas portas para empenharem todos os esforços à limpeza da praia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias