DOM DA PAZ

Livro sobre dom Helder Camara é lançado na Igreja das Fronteiras

A obra reúne anotações do autor Zildo Rocha e análises de cartar enviadas por dom Helder aos amigos da Família Mecejanense

Cidades
Cidades
Publicado em 28/07/2019 às 8:07
Foto: Agência Brasil
Dom Helder teria completado 111 anos no dia 7 de fevereiro, se estivesse vivo. - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

Anotações feitas pelo escritor Zildo Rocha sobre os momentos compartilhados ao lado de dom Helder Camara se tornaram livro. “Irmão dos Pobres, Meu Irmão - Presença de dom Helder em minha vida”, será lançado neste domingo (28) na Igreja das Fronteiras, no bairro da Boa Vista, Área Central do Recife. Dividido entre lembranças do dia a dia e mensagens das cartas enviadas pelo dom da Paz, a obra foi idealizada durante o processo de beatificação do arcebispo emérito de Olinda e Recife, que está em fase de avaliação em Roma.

“O livro conta um pouco da minha experiência durante dois períodos que convivi com dom Helder. Sempre tive o hábito de fazer anotações das coisas que me aconteciam e quando começou o processo de beatificação dele, fui chamado para dar um depoimento. Reuni minhas anotações e dei o depoimento contando a influência dele na minha vida. Como havia muito material, surgiu a ideia do livro”, conta Zildo, que também foi coordenador do Centro Dom Helder Camara (Cendhec) e organizador do livro “Helder, o dom”, lançado em 1999.

Suas anotações, ligadas direta ou indiretamente a dom Helder, deram corpo à primeira parte do livro. Já a segunda, é direcionada à mensagem de vida passada pelo arcebispo por meio de cartas aos seus amigos, a quem se referia como Família Mecejanense. “Durante anos, dom Helder escreveu cartas a um grupo de amigos e colaboradores a quem chamava de Família Mecejanense. Nestas cartas, ele cria um ambiente espiritual, que se materializa na escrita, onde fala sobre sua vida cristã e passa muitas mensagens importantes”, explica o autor. 

Vendas

O lançamento da obra acontece hoje, a partir das 9h30, no Espaço dom José Lamartine, na Igreja das Fronteiras. O valor arrecadado com a venda dos exemplares (R$ 30) será revertido para o Instituto Dom Helder Camara. Os livros estarão à venda no Centro de Documentação Dom Helder Camara (Cedhoc). 

Últimas notícias