Fatalidade

Adolescente morre atropelado por trem da linha diesel do metrô do Recife

O acidente ocorreu na tarde desta quarta-feira (18), nas imediações da Estação Ângelo de Souza, em Jardim Prazeres

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 18/12/2019 às 17:21
Notícia
Foto: Leo Motta/JC Imagem
FOTO: Foto: Leo Motta/JC Imagem
Leitura:

*Atualizada às 23h56

Um adolescente morreu atropelado, por volta das 16h, por um trem na linha diesel do metrô do Recife, nas imediações da Estação Ângelo de Souza, em Jardim Prazeres, Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, na tarde desta quarta-feira (18). Inicialmente, a informação repassada foi que a vítima era uma criança, porém, horas depois, confirmou que se tratava de um adolescente. O Jornal do Commercio, em respeito à família, não divulgará nome e idade do jovem.

O menino, de acordo com uma vizinha da família, morava na comunidade Coquinho, em Cajueiro Seco, e havia ido ao local com um amigo, sem avisar à mãe, que pensou que ele estava brincando na rua. No momento em que estaria tirando frutos de um cajueiro às margens da ferrovia, o adolescente percebeu que o VLT se aproximava e tentou remover a bicicleta, que pertencia ao amigo, mas não houve tempo.

Foto: Leo Motta/JC Imagem
O acidente ocorreu em Jardim Prazeres, às margens da BR-101, em Jaboatão dos Guararapes - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Perito do Instituto de Criminalística (IC) faz anotações no local do acidente - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Perícia no local do acidente. O menino de 14 anos foi atropelado por um VLT - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Em áreas de moradia, o VLT trafega em velocidade média de 30 km/h - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
No local do acidente, muitos moradores costumam atravessar a linha férrea para ter acesso às casas - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
O acidente ocorreu por volta das 16h desta quarta-feira (18) - Foto: Leo Motta/JC Imagem

O perito Raimundo Gomes, do Instituto de Criminalística (IC) informou que, com o forte impacto, o adolescente foi arremessado, caindo entre a linha férrea e as árvores. Sofreu traumatismo craniano grave e vários arranhões. Segundo a vizinha, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. “Quando chegaram, ele já estava sem vida. Aqui deveria ter muro de proteção, as casas são muito perto e, constantemente, há crianças por aqui, principalmente empinando pipa. Todo mundo corre risco. Várias vezes bichos foram atropelados”, disse a adolescente de 15 anos. A mãe do garoto permaneceu a poucos metros do corpo, sentada em uma cadeira e amparada pelas vizinhas, até a chegada do Instituto de Criminalística e do Instituto de Medicina Legal (IML). Muito abalada, ela não falou com a imprensa. O garoto era o mais novo de três filhos.

Na área, é comum moradores atravessarem a linha férrea para ter acesso à rodovia BR-101 ou às casas. Na noite de ontem, ao redor do corpo, alguns deles reclamavam da falta de muro de proteção e diziam que o sinal sonoro emitido pelo VLT não é suficiente para alertar. “Uma vez, estava esperando para atravessar e, quando vi, só deu tempo meu neto correr para o trem passar. Tem a estação ali e várias entradas, o dever deles é apitar. Além disso, as árvores atraem muitas crianças. Ele foi embora e fica a mãe sofrendo”, disse uma dona de casa que não quis se identificar.

O inspetor de segurança da Polícia Ferroviária Federal (PFF), Luciano Guedes, explicou que, como é uma área onde há moradia e passagem em nível (cruzamento da linha com outra via destinada ao tráfego de veículos rodoviários ou pedestres), procedimentos especiais são adotados. “Quando o trem circula em área de passagem em nível é em baixa velocidade e a sinalização sonora e física é ativada para alertar tantos os carros quanto os transeuntes, mas, muitos não respeitam os limites de segurança, aí acontece uma fatalidade dessas, um atropelamento. Como a área é aberta, fica fácil o acesso para pessoas e animais. O sinal é emitido, cabe aos transeuntes fazerem a travessia perto da passagem em nível, cientes de que a composição está se aproximando”, disse.

CBTU lamentou o ocorrido

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) emitiu nota lamentando o ocorrido. “A CBTU Recife lamenta que, às 16h desta quarta, 18, uma criança tenha sido atropelada por um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) próximo a Estação Ângelo de Souza. O IML foi acionado pela Companhia e o VLT foi recolhido para posterior perícia”, traz o texto. O VLT passou por perícia ainda na noite desta quarta-feira (18), na Estação Cajueiro Seco.

Casos semelhantes

No dia 7 de novembro de 2015, uma criança foi atropelada por um trem do metrô no Recife. O caso aconteceu por volta das 18h30. No final da tarde do dia 30 de março de 2018, um adolescente de 13 anos foi atropelado por um trem da linha sul do Metrô do Recife. O caso aconteceu entre as estações Imbiribeira e Antônio Falcão. De acordo com testemunhas, a vítima foi atropelada após entrar no local para buscar uma pipa.

Já em maio deste ano, um adolescente morreu após ser atropelado por um trem do metrô no Recife, em um trecho localizado próximo a Estação Alto do Céu, em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana. De acordo com a perícia realizada na época, o jovem chegou a ser arrastado por cerca de cinquenta metros. O caso se assemelha ao de 2018. Testemunhas relataram que o jovem também invadiu os trilhos para pegar uma pipa.

Flagra de crianças se pendurando no metrô do Recife

Mais cedo, nesta quarta (18), o Jornal do Commercio divulgou um vídeo em que mostra quatro crianças penduradas na dianteira de um trem do Metrô do Recife. Na registro, realizado na terça, o trem se movimenta com os meninos se segurando na ferragem.

Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que, em outra ocasião, os meninos já haviam sido encaminhados para o Conselho Tutelar. Eles não possuem documentos, não se sabe os nomes ou os responsáveis.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias