A saga dos pernambucanos da Fulô de Mandacaru

Os músicos de Caruaru começaram hesitantes a jornada no reality show da Globo, mas provaram ter fôlego para conquistar o Brasil

Foto: TV Globo/Divulgação
Os músicos de Caruaru começaram hesitantes a jornada no reality show da Globo, mas provaram ter fôlego para conquistar o Brasil - FOTO: Foto: TV Globo/Divulgação

Domingo, 10 de abril de 2016. Neste dia, o horário de almoço nunca foi tão significativo para a cidade de Caruaru, para Pernambuco, e o Nordeste. Poderia ter sido apenas a estreia da terceira temporada do SuperStar na Rede Globo, mas se tornou algo mais. A primeira banda que se apresentou no programa vinha, justamente, da Capital do Forró. Armandinho do Acordeon, Pingo Barros e Bruno Mattos eram o trio de frente que apresentou para o Brasil inteiro o som da Fulô de Mandacaru que, agora, disputa a grande final da competição no próximo domingo (26).

Tudo poderia ter acabado, inclusive, naquele mesmo dia. Um erro da jurada Daniela Mercury que votou ‘não’ sem querer, fez com que o telão do reality apresentado por Fernanda Lima não subisse e, por conseguinte, não classificasse os forrozeiros. “Estreei ao contrário”, disse a cantora na época. Porém, a apresentação do medley É Proibido Cochilar / Chililique conquistaria o País e movimentaria as redes sociais para pedir justiça aos nordestinos de chapéu de couro, lenço no pescoço e alpargata de rabicho. Resultado: a Globo reconheceu o equívoco e chamou a Fulô de Mandacaru de volta na fase de repescagem, que respondeu à altura vencendo a etapa com 80% de aprovação do público.

Depois desse episódio, foram mais quatro apresentações no SuperStar, sempre conquistando o público e os jurados do reality com simpatia e talento, avançando na competição a cada semana. Mas, quem está conhecendo eles agora não sabe que a Fulô está na estrada (e na luta) há 15 anos, com 7 CDs e 2 DVDs no currículo.

O JC conseguiu falar com Armandinho do Acordeon no meio dos ensaios para a grande final do programa, no Rio de Janeiro. “A Fulô de Mandacaru surgiu em 2001. Nós somos a terceira geração de músicos da família. Começou como trio e vem crescendo ao longo dos anos, mas somos de Caruaru e começamos sempre no autêntico forró”, reforçou.

Para Armandinho, a quase eliminação na estreia do SuperStar foi algo divino de ter ocorrido: “O fato que aconteceu com Daniela a gente absorveu com muita tranquilidade e maturidade. Graças a Deus, a banda retornou ao programa e tem sido superação a cada apresentação. Então, é motivo de alegria. Isso já estava previsto por Deus e, graças a Ele, e claro, ao povo brasileiro, estamos na final”, ressaltou.

Na semifinal, exibida no último domingo (19), eles apresentaram o clássico Vida de Viajante, de Luiz Gonzaga. E apenas com o voto popular, foram à liderança do ranking com 69% de aprovação. Armandinho tenta explicar o sucesso instantâneo da Fulô: “Nós buscamos sempre como fundamento básico do que fazemos proporcionar emoção e alegria ao próximo. E eu acho que a Fulô de Mandacaru representa esse sentimento. Da superação, da esperança”, declarou.

A animação do trio de forrozeiros se mistura com a expectativa da gravação do DVD que comemora os 15 anos da banda na próxima sexta-feira (24), no palco principal do São João de Caruaru. Além disso, a cidade natal da Fulô de Mandacaru também estará no clima do SuperStar: no dia da final, um telão será instalado no Polo das Quadrilhas, localizado na antiga Estação Ferroviária. A Prefeitura comunicou que o serviço de wi-fi aberto será reforçado para que o público presente possa ajudar os conterrâneos na competição.

E o que a Fulô vai apresentar no próximo domingo? Armandinho mantém o mistério: “Sem dúvida nenhuma, será algo que vai tocar o sentimento, seja autoral, seja releitura. O importante é fazer forró e representar o Nordeste”, declarou. Os dedos já estão cruzados.

Como votar

É preciso confirmar a participação na votação minutos antes de a atração estar no ar, mas o voto só conta durante a apresentação. Os votos são computados via aplicativo de celular e web. Para ajudar a banda a se classificar, é preciso votar na opção ‘Sim’. O aplicativo SuperStar está disponível no Google Play e Apple Store. No gshow.com/superstar também se vota na hora.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias