PROGRAMAÇÃO

Bienal do Livro de Pernambuco continua com lançamentos e debates

Destaques desta segunda (7) são o crítico literário Manuel da Costa Pinto e a escritora portuguesa Maria João Costa

Diogo Guedes
Diogo Guedes
Publicado em 07/10/2019 às 10:49
Notícia
Foto: TV Cultura/Divulgação
Destaques desta segunda (7) são o crítico literário Manuel da Costa Pinto e a escritora portuguesa Maria João Costa - FOTO: Foto: TV Cultura/Divulgação
Leitura:

Depois do seu primeiro fim de semana, a Bienal do Livro de Pernambuco continua a programação da sua 12ª edição nesta segunda (7) – o espaço no Centro de Convenções fica aberto das 10h às 22h todos os dias. Além de lançamentos de livros, debates e oficinas, os destaques são as participações do crítico literário Manuel da Costa Pinto e da escritora portuguesa Maria João Costa. A entrada para o evento custa R$ 10, R$ 7 (com 1kg de alimento não perecível) e R$ 5 (meia).

No auditório principal, o dia começa às 10h com uma apresentação do programa Proler. Depois, às 11h, acontece uma palestra sobre a tradição oral, a literatura infantil e as mídias digitais com Kemla Baptista. O começo da tarde, às 13h, traz a fala do professor Roberto Queiroz sobre a necessidade de uma disciplina de literatura pernambucana na formação de alunos. Logo depois, às 14h, a Secretaria de Educação do Recife aborda o caso da Escola Ambiental Águas do Capibaribe.

A partir das 15h, o crítico paulista Manuel da Costa Pinto faz uma palestra com foco na obra de Sidney Rocha, um dos homenageados da Bienal deste ano. Na mesa, o pesquisador comenta o romance Sofia, o primeiro livro publicado por Sidney, vencedor do Prêmio Osman Lins.

Logo depois, às 16h, Pierre Lucena, do Porto Digital, Juliano Domingues, da Unicap, e o escritor Paulo Monteiro fazem um debate que tem como tema a “reinvenção da empresa”. No fim da tarde, às 17h30, a autora portuguesa Maria João Costa conversa com o público. Ela é autora de novelas televisivas como Ouro Verde, exibida pela Band no Brasil – a trama venceu o Emmy Internacional.

A programação principal ainda conta, às 19h, com o lançamento do livro Das Quadras Para o Mundo, do ativista cearense Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas. A última atividade do auditório é outro lançamento, desta vez do livro Expedição Leituras, com uma mesa com o mediador de leitura Rafael Andrade, o jornalista Tarcísio Camêlo e a pedagoga Érica Verçosa.

OFICINAS

Dentre as oficinas, vale destacar duas que acontecem à tarde. Uma delas, que começa às 16h30, reúne os escritores Ezter Liu, João Gomes e Lucas Holanda para falar sobre Poesia e Cidade: O Poema como Cartografia. Outro encontro é com o coordenador de literatura da Secretaria Estadual de Cultura, Roberto Azoubel, que vai fazer uma defesa da leitura literária. O evento ainda traz atividades infantis em diversos horários e os espaços Além das Letras, com música e teatro, e o Alquimia, voltado para a ciência e a tecnologia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias