TURISMO RELIGIOSO

Irmã Dulce: Complexo turístico conta história do Anjo Bom da Bahia

Santuário abriga o túmulo da religiosa, com uma imagem em tamanho natural que indica o local onde o seu corpo foi sepultado

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 14/10/2019 às 17:00
Notícia
Foto: Divulgação
Santuário abriga o túmulo da religiosa, com uma imagem em tamanho natural que indica o local onde o seu corpo foi sepultado - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Quem chega a Salvador em busca de informações sobre a história de amor ao próximo, fé e determinação de Irmã Dulce encontra todo um complexo turístico religioso voltado a reverenciar as obras do Anjo Bom da Bahia. Localizado na Cidade Baixa, no Centro, o espaço conta com Memorial, Santuário, Café e Loja.

Leia Também

No primeiro, estão disponíveis mais de 800 peças, incluindo fotografias, documentos maquetes, livros, diplomas, medalhas e objetos pessoais, a exemplo do hábito usado pela Mãe dos Pobres, como Irmã Dulce também é conhecida. No acervo, estão ainda preciosidades como a imagem de Santo Antônio, do século 19, que pertencia à família de Irmã Dulce e diante da qual ela costumava rezar. O Memorial também preserva, intacto, o quarto da freira, onde está a cadeira na qual ela dormiu por quase trinta anos para pagar uma promessa.

Já o Santuário abriga o túmulo da religiosa, com uma imagem em tamanho natural que indica o local onde o seu corpo foi sepultado.

No Dulce Café, os visitantes fazem uma pausa para reflexão enquanto saboreiam tortas, doces e salgados, além do café da Latitude 13, marca da Chapada Diamantina.

Para os que desejam levar uma lembrança da freira para casa, a Loja Irmã Dulce tem desde imagens, medalhas, terços e escapulários a camisas, bolsas, agendas, livros e chaveiros, entre dezenas de outros itens com a marca social da santa.

Como oferece entrada gratuita e não tem fins lucrativos, o complexo turístico conta com doações, além de reverter toda a renda obtida com a venda dos produtos da loja e do café para a manutenção das atividades das Obras Sociais Irmã Dulce.

Caminho da Fé

Até junho do próximo ano, o espaço ganhará uma conexão direta com a Basílica do Bonfim, a partir do trajeto de 1,1 km denominado de Caminho da Fé. Com investimento de R$ 16,1 milhões da Prefeitura de Salvador, Ministério do Turismo e Caixa, o projeto consiste na ampliação do passeio da Avenida Dendezeiros. Entre outras intervenções, estão previstas fiação subterrânea, nova iluminação e implantação de marcos religiosos, bancos e totens com placas que descreverão a importância histórica do percurso.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias