Alvirrubro

Jhonnatan pode ganhar chance no Náutico pela ponta-direita

Volante já atuou desta forma com Gilmar Dal Pozzo em 2016, no Paysandu

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 10/08/2019 às 13:22
Notícia
Foto: Léo Lemos/Náutico
Volante já atuou desta forma com Gilmar Dal Pozzo em 2016, no Paysandu - FOTO: Foto: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Desde que retornou ao Náutico, o volante Jhonnatan fez apenas cinco partidas com a camisa alvirrubra. Delas, três como titular. Seu último jogo como titular foi diante do Botafogo-PB, no dia 3 de julho, e está sem atuar desde o dia 15 do mês passado, quando entrou no segundo tempo da vitória em cima do Ferroviário-CE. Ali, o time conseguiu encaixar bem, principalmente no setor de meio-campo, e a concorrência ficou mais complicada para ele. Agora, o cabeça de área pode ganhar novamente uma chance com o técnico Gilmar Dal Pozzo, só que em outra posição. Aberto no lado direito, como um ponta, na função exercida por Thiago, que está machucado.

“Se precisar fazer uma outra função que não seja a de segundo volante, estou preparado. Já joguei na posição (ponta-direita), até com o próprio Gilmar em 2016 no Paysandu, e conseguimos bons resultados. Conseguir fazer gols, consegui ajudar, e espero poder ajudar novamente. Estou trabalhando para quando a oportunidade surgir, poder ir bem e dar a melhor resposta dentro de campo”, analisou Jhonnatan.

No Paysandu, em 2016, quando foi utilizado também aberto pelo lado direito, o atleta marcou seis gols. No Náutico, pode voltar a jogar nesta função, caso o comandante queira. De toda forma, ele possui respaldo do próprio Dal Pozzo para atuar por ali. A probabilidade aumenta já que Thiago e Paulinho estão de fora. O então titular Matheus Carvalho se recupera de dores na panturrilha e vem sendo poupado, abrindo a brecha para Jhonnatan.

“É importante o relato do atleta fazendo essa função. Talvez tenha sido um dos melhores momentos do Jhonnatan na carreira, jogando como extremo pelo lado direito. Lembro de um jogo que a gente venceu o Vasco lá em São Januário por 2 a 0 com dois gols do Jhonnatan. Ele cumpre bem a função sem a bola, tem uma qualidade do jogo apoiado e consegue ser incisivo, trabalhando pelo lado e por dentro também. A gente respeita muito a individualidade, o que o atleta diz. Nesse caso, fica bem fácil, porque ele já atuou e talvez tenha sido um dos melhores momentos dele jogando pelo lado”, avaliou o técnico timbu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias