PROPOSTA

'Se Diego Souza e São Paulo aceitarem nossa proposta, se brincar, amanhã ele já está aqui', diz presidente do Sport

Milton Bivar revela que a diretoria rubro-negra fez uma engenharia financeira para tentar o acerto com DS87

Filipe Farias
Filipe Farias
FILIPE FARIAS
Publicado em 24/02/2019 às 16:57
Foto: JC Imagem
Milton Bivar revela que a diretoria rubro-negra fez uma engenharia financeira para tentar o acerto com DS87 - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O retorno de Diego Souza para o Sport, agora, está nas mãos do meia-atacante e do São Paulo. A diretoria rubro-negra criou um projeto para contratar o ‘Embaixador de 87’, que envolve campanha para o aumento do quadro associativo, marketing para vendas de camisas, além de patrocinadores que ajudariam para viabilizar a chegada de DS87. O presidente do Leão, Milton Bivar, apesar de interessado em contar com Diego, estava mantendo os pés no chão com receio de comprometer as finanças do clube no restante da temporada. Porém, após se reunir com sua direção de futebol e assegurar que o projeto já está bem encaminhado e seria possível efetuar a contratação sem onerar a folha do elenco, autorizou dar seguimento na negociação.

“A proposta foi feita. Tivemos de fazer uma engenharia, mas dentro do que podemos pagar e que não afetasse a nossa programação financeira ao longo do ano. Se ele (Diego Souza) e o São Paulo aceitarem a nossa proposta, se brincar, amanhã (segunda-feira) ele já está aqui”, declarou Milton Bivar. “Não posso comprometer o orçamento que já tenho com o elenco, treinador, funcionários, com apenas um atleta. Por isso, fizemos essa engenharia matemática e armamos uma proposta de acordo com o que o São Paulo queria. É ver se eles vão aceitar”, complementou.

Sobre essa manobra econômica feita pela direção rubro-negra, o presidente explicou que alguns tópicos do projeto estão bem adiantados. “Já temos alguns patrocínios em vista, amigos que se interessaram com o retorno de Diego Souza e se comprometeram, também pretendemos fazer uma ação de marketing para vender uma camisa especial para duas mil pessoas e também com a nossa torcida, que deve chegar junto pra se associar ou colocar o pagamento em dia”, explicou.

 

 

De acordo com o mandatário leonino, o Sport iria arcar com o valor do teto salarial do elenco (R$ 100 mil) e esse “plus” no salário de Diego Souza viria das campanhas do projeto (ele preferiu não revelar o valor), com o Tricolor do Morumbi bancando o restante dos vencimentos do meia-atacante. “O São Paulo também teria de se comprometer com uma boa parte do salário dele. Se não for assim terá de arranjar um time que aceite pagar tudo e que Diego queira ir”, comentou.

CARNAVAL

Questionado sobre o fato de Diego Souza ser visto constantemente em baladas e se chegaria comprometido em conquistar o acesso com o Sport, Milton disse não se importar com a vida particular do atleta. “Não me incomodo que ele chegue e venha brincar o carnaval. Desde que ele entre em campo e resolva. Que ele cumpra as ordens do clube, treine e mantenha o seu percentual de gordura dentro da normalidade. O que ele faz na vida privada não me interessa. Assim como da minha vida particular não interessa a ninguém. Não vejo problema”, garantiu.

Últimas notícias