Arabia

Dois guardas sauditas morrem em atentado na fronteira com Iraque

Criminosos também morreram na troca de tiros

Da AFP
Da AFP
Publicado em 05/01/2015 às 7:07
Leitura:

Atualizada às 11h59

Três guardas fronteiriços sauditas morreram nesta segunda-feira em um atentado suicida na fronteira com o Iraque, anunciou o ministério do Interior do reino wahabita.

No atentado e na troca de tiros com os guardas fronteiriços na região de Arar dois dos criminosos também morreram, acrescentou o ministério em um comunicado.

O porta-voz, citado pela agência oficial Span, disse que "uma patrulha de guardas fronteiriços do posto de Suif, na região de Arar, recebeu disparos nesta segunda-feira às 04h30 (23h30 de Brasília) por parte de elementos terroristas".

Os guardas fronteiriços "responderam e atacaram os criminosos, e mataram um deles", acrescentou o porta-voz.

"Nesse momento, um terrorista ativou seu cinturão de explosivos, matando três agentes de segurança e ferindo um terceiro", explicou o porta-voz, sem informar de onde vinham os criminosos ou quantos eram.

Os ataques armados se multiplicaram na Arábia Saudita, que participa desde setembro da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias