África

Itamaraty condena atentado que matou 16 pessoas na Nigéria

Inicialmente, a polícia de Damaturu, capital do estado de Yobe, havia informado sete mortes, mas o número aumentou

Da ABr
Da ABr
Publicado em 16/02/2015 às 19:41
Foto: STEPHANE YAS / AFP
Inicialmente, a polícia de Damaturu, capital do estado de Yobe, havia informado sete mortes, mas o número aumentou - FOTO: Foto: STEPHANE YAS / AFP
Leitura:

O Ministério das Relações Exteriores condenou o atentado ocorrido ontem (15) em Damaturu, no Nordeste da Nigéria. Cometido por uma mulher-bomba, o ataque matou pelo menos 16 pessoas e deixou mais de 30 feridos em um terminal de ônibus.

“O terrorismo e o recurso à violência política são atos que o governo e povo brasileiro repudiam de forma categórica. O governo brasileiro estende sua solidariedade ao governo da Nigéria e às famílias das vítimas”, destacou o Itamaraty em nota.

Inicialmente, a polícia de Damaturu, capital do estado de Yobe, havia informado sete mortes, mas o número aumentou. Segundo testemunhas, a mulher entrou em um veículo e foi até uma mercearia no final do terminal de ônibus. Ela ficou no meio da multidão e provocou a explosão.

Até agora, nenhum grupo assumiu a autoria do atentado. O Norte da Nigéria enfrenta uma onda de violência e ataques terroristas promovidos pelo grupo islâmico radical Boko Haram. Nas últimas semanas, o grupo tem expandido a atuação para países vizinhos da Nigéria, como o Camarões, o Chade e o Níger.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias