#PrayforOrlando

Antecedentes do atirador de Orlando indicam homem violento e homofóbico

Familiares do atirador entrevistados pela imprensa rejeitam essa versão, afirmando que Mateen não era muito religioso, mas era homofóbico e batia, com frequência, na ex-mulher

AFP
AFP
Publicado em 12/06/2016 às 17:44
Foto: Reprodução/Internet
Familiares do atirador entrevistados pela imprensa rejeitam essa versão, afirmando que Mateen não era muito religioso, mas era homofóbico e batia, com frequência, na ex-mulher - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

As primeiras informações de antecedentes do atirador que matou 50 pessoas em uma boate gay da Flórida apontam um homem violento e homofóbico.

O suspeito é Omar Mateen, de 29 anos, um cidadão americano muçulmano de origem afegã, que trabalhava como segurança.

As autoridades americanas investigam as motivações do atirador, se ele tinha vínculos com algum grupo, ou organização, e se seu ataque foi inspirado pelo terrorismo islamita.

Citando fontes das forças de segurança, veículos da imprensa americana informam que Mateen ligou para o 911 pouco antes do massacre para expressar sua lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Familiares do atirador entrevistados pela imprensa rejeitam essa versão, afirmando que Mateen não era muito religioso, mas era homofóbico e batia, com frequência, na ex-mulher.

Últimas notícias