Novo partido

Ex-prefeito de Petrolina Júlio Lóssio se filia ao PSD

Candidato ao governo de Pernambuco em 2018, Lóssio foi expulso da Rede Sustentabilidade por ter se aliado a bolsonaristas

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 30/01/2019 às 19:26
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Candidato ao governo de Pernambuco em 2018, Lóssio foi expulso da Rede Sustentabilidade por ter se aliado a bolsonaristas - FOTO: Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Expulso da Rede Sustentabilidade em plena campanha eleitoral ao governo de Pernambuco, o ex-prefeito de Petrolina Júlio Lóssio se filiou, nesta quarta-feira (30), ao Partido Social Democrático (PSD). Segundo Lóssio, o presidente estadual da sigla, o deputado federal André de Paula (PSD), o convidou para presidir o diretório do partido em Petrolina. 

"Aceitei com muita alegria e trabalharemos com muito afinco para dar ao partido o tamanho que ele merece na nossa cidade! Estou muito entusiasmado de ingressar em um partido que é liderado em nosso Estado por um homem em que sua trajetória, caráter e retidão falam por si só! Obrigado pela confiança, André!", disse o ex-prefeito. 

Expulsão

No dia 21 de setembro de 2018, a Executiva Nacional da Rede Sustentabilidade decidiu expulsar Júlio Lóssio, candidato do partido na disputa pelo Governo do Estado nas eleições de outubro, por infidelidade partidária. A decisão veio após o ex-prefeito anunciar apoio a lideranças ligadas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), então candidato ao Palácio do Planalto. 

Tal aliança resultou na distribuição de material de campanha distribuído com a foto de Lossio juntamente com a de Bolsonaro, em detrimento a candidata a presidência do seu partido, Marina Silva (Rede). Após a expulsão, o partido declarou apoio a então candidata pelo PSOL, Dani Portela. 

A Rede chegou a entrar na Justiça com um pedido de retirada da candidatura de Julio Lossio, o que foi negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), após o Ministério Público Eleitoral (MPE) dar parecer favorável a manutenção do pleito. O TRE-PE considerou que a Rede não cumpriu os prazos regimentais para garantir a ampla defesa de Lóssio e determinou, á época, sua volta aos guias eleitorais de rádio e televisão. 

Terezinha Nunes 

Depois de 15 anos no PSDB, a deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) também decidiu tomar outros rumos na sua carreira política. Ela se filiou na última segunda-feira (28) ao MDB, na sede da legenda no Estado. O ato contou com a presença do presidente estadual do partido, o deputado federal Raul Henry (MDB) e o senador eleito Jarbas Vasconcelos (MDB), lideranças com quem Terezinha mantinha ligações históricas. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias