EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Parta do princípio para chegar ao equilíbrio financeiro

Em geral, quando as pessoas querem ganhar mais dinheiro, elas procuram trabalhar mais, fazer hora extra, esticar a jornada, mas uma maneira mais eficaz é se organizar bem com aquilo que tem

Leandro Trajano
Leandro Trajano
Publicado em 15/05/2021 às 8:00
Notícia
USP IMAGENS
Discurso, cada um faz o seu, mas, dinheiro todo mundo quer - FOTO: USP IMAGENS
Leitura:

O primeiro semestre de 2021 se aproxima da reta final, mas para muitos de nós parece que 2020 ainda não acabou. Como tem sido 2021 para você até aqui? Do que você havia planejado, o que já vem sendo colocado em prática?

A cada ano que se inicia fazemos muitas promessas, planos, metas, objetivos. Muito disso tudo, gira em torno de saúde, crescer no trabalho, ou até mesmo mudar de trabalho, perder peso, passar num concurso, viajar e muitas outras coisas. Claro, nem todas relacionadas a dinheiro ou coisas que ele possa comprar, mas já que falamos em comprar e em dinheiro, vamos refletir um pouco melhor.

É inegável a corrida, a luta, a dedicação e a busca de maior parte dos brasileiros pelo trabalho, por seus negócios e empreendimentos para realizar o sonho de ganhar mais, de crescer. Isso é louvável, mas destaco aqui dois pontos relevantes e que podem fazer com que isso traga um resultado melhor.

Organização e Planejamento

Em geral, quando as pessoas querem ganhar mais dinheiro, elas procuram trabalhar mais, fazer hora extra, esticar a jornada, fins de semana ou mesmo mudar de emprego, acelerar o negócio ou aumentar o tempo de trabalho. Porém, uma maneira bastante eficaz de ter mais dinheiro disponível é se organizar bem com aquilo que tem, com os recursos que recebe. Parta de pontos básicos, como gastar menos que ganha, pois é isso que te leva a poupar e ter uma reserva que pouco a pouco dá segurança para momentos de aperto, desemprego, diminuição de renda, doenças, problemas familiares, oportunidades e mais acontecimentos que podem demandar. Desta forma você não precisa correr atrás de empréstimo.

Poupando mês a mês, se torna completamente real a possibilidade de se planejar para realizar muitos dos seus planos, metas e objetivos de vida. A base, de fato, é a organização, evitar gastar por impulso, ter cautela ao fazer compras parceladas, pois estas, em excesso, costumam ser prejudiciais. E não sou contra o uso do cartão de crédito, mas sou bastante a favor do uso inteligente, coerente, de acordo com as suas reais possibilidades. E quanto às compras parceladas, nunca vi ninguém que fizesse isso de forma pontual e dentro de sua realidade, se endividar por causa delas.

Quem acompanha mais de perto o meu trabalho aqui na coluna, que já passa de 62 artigos, ou através do @personalfinanceiro no Instagram, Podcast ou do meu canal do YouTube, sabe, pois sempre falo da importância de dedicar um tempo para cuidar de sua saúde financeira. Isso é essencial para se antecipar a pequenos problemas que podem tirar o seu sono, evitar stress com dívidas e assim ter uma melhor qualidade de vida, pois certamente, tendo uma vida mais organizada, você não terá a necessidade, a ansiedade de trabalhar mais para ganhar mais, pois a organização e o planejamento te levam a aproveitar melhor o seu dinheiro e o seu tempo. Por essas e outras, equilíbrio é sempre a palavra-chave.

Padrão de Vida

Outro ponto fundamental que gostaria de destacar aqui, e que boa parte das pessoas ainda não está 100% em dia com ele, é em relação ao padrão de vida, viver dentro daquilo que a sua realidade efetivamente permite. Desde as roupas, lugares que sai, carro que tem ou não, pois a realidade mostra que nem sempre é realmente necessário ter. Falando desse ponto, de forma sutil, daí reforço insistentemente o que chamo da premissa básica: é fundamental gastar menos do que ganha, e isso parece mesmo básico não é? Apesar de parecer tão básico, mais da metade dos brasileiros não vive essa realidade, se ilude quem acha que isso é devido ao número de desempregados que aumentou ou outro motivo dessa natureza. Pessoas que ganham bem acima da média, por exemplo, terminam gastando bastante, e assim fecham o mês no vermelho.

Outro dia aqui na coluna eu falei sobre a vida frugal e viver o dia a dia abaixo do que poderias, pois isso garante a sua longevidade financeira, mais saúde mental e tranquilidade, de forma que, certamente, quem vive assim pode fazer as mesmas coisas hoje, amanhã e depois sem maiores problemas, devido ao padrão de vida adequado que vive.

Falo aqui de levar uma vida simples, que pode te fazer rico como tantos outros que tem muito para oferecer, mas muito pouco para dar, e falando de riqueza, deixo aqui uma reflexão:

O que é RIQUEZA para você?

A resposta eu vou deixar para que você reflita, que pergunte isso para algumas pessoas que gosta. O que percebi com o tempo é que não tem uma resposta padrão para essa pergunta, dependendo do momento que quem vai responder está vivendo, riqueza pode ser ter um emprego, ter o filho, irmã, irmão, pai ou mãe saudável em casa, entre tantas outras possíveis respostas.

À parte desta reflexão, que se levada a sério pode ser bem profunda e resgatar verdadeiros valores, crenças e necessidades, é certo que se organizando melhor, com mais planejamento para atingir o que buscas e com um padrão de vida adequado a sua realidade, o seu dia a dia será mais leve, mais próspero e te proporcionará grandes conquistas e realizações, siga em frente e faça suas escolhas.

Abraço a até a próxima!

Comentários

Últimas notícias