UNIVERSIDADE

UFPE lança edital de vestibular para os cursos de Dança e Música

Este ano, devido a pandemia, os testes serão realizados de maneira remota e assíncrona

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 28/07/2021 às 12:40
Notícia
ASCOM/BOMBEIROS
A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançou na última quarta-feira (26) o edital do processo seletivo vestibular 2021 para os cursos presenciais de Dança e Música. - FOTO: ASCOM/BOMBEIROS
Leitura:

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançou, nessa segunda-feira (26), o edital do processo seletivo do vestibular 2021 para os cursos presenciais de Dança e Música. As 112 vagas são ofertadas para o Campus Recife. Este ano, devido a pandemia, os testes serão realizados de maneira remota e assíncrona, através do envio de vídeos ou uso de aplicativo em telefone celular.

Os candidatos precisam preencher um formulário de inscrição, até o dia 9 de agosto. Vale lembrar que o não preenchimento do formulário inviabiliza a inscrição no processo. Além disso, as solicitações de isenção de taxa de inscrição vão até o dia 3 de agosto.


A gestão reforça que os candidatos leiam atentamente o edital, visto que, devido a pandemia da covid-19, não realizadas alterações na seleção. Clique aqui para ter acesso ao Manual do Candidato.


Vagas

 

Foram disponibilizadas 82 vagas para Música, das quais 60 são para Licenciatura, 18 para Bacharelado – Instrumento e quatro para Bacharelado – Canto. Para Dança, serão 30 vagas, sendo 50% de ampla concorrência e a outra metade reservada para estudantes de escolas públicas e ações afirmativas para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência.

 

 

Processo seletivo



O processo seletivo dos cursos de Dança é composto por três etapas. A primeira é a de habilitação, que corresponde ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), onde o candidato poderá utilizar a nota obtida nos anos de 2016, 2017, 2018, 2019 ou 2020. A segunda e a terceira etapa correspondem ao Teste de Habilidade Específica em Dança (THED), constituído pelo envio de um vídeo, além de uma entrevista realizada através de videochamada.


Para os cursos de Música, a seleção acontece em duas etapas. A primeira, também de habilitação, onde o candidato pode utilizar as notas do ENEM dos 5 últimos exames. A segunda etapa corresponde ao Teste de Habilidade Específica em Música, que é composto por três provas, de caráter eliminatório e classificatório.


Um conjunto de provas também compõem o processo de ingresso nos cursos. O candidato precisa fazer avaliações de Habilidade Instrumental ou prova de Instrumento ou de Canto (peso 6). Acontecem também as provas de Percepção Musical (peso 2) e de Teoria Musical (peso 2).


Para as provas de Habilidade Instrumental, Prova de Instrumento ou de Canto, deve ser feita o candidato deve enviar um link de vídeo não listado no YouTube, enquanto as Provas de Percepção Musical e Teoria Musical serão realizadas por meio do aplicativo Telegram. O detalhamento e a operacionalização de cada uma dessas provas estão descritos no Manual do Candidato, de acordo com a opção de curso.

 

Remanejamentos e/ou reclassificações

Segundo a UFPE, após o esgotamento das possibilidades de preenchimento das vagas após os remanejamentos e/ou reclassificações, as vagas remanescentes do curso de Música/Bacharelado – Instrumento poderão ser redistribuídas para outras habilitações. A redistribuição, após cada remanejamento, será realizada de forma a atender às maiores demandas e de acordo com a infraestrutura do Departamento de Música.

 

Segunda opção

 

Os candidatos que concorrerem às vagas dos cursos de Música/Bacharelado – Instrumento e Música/Bacharelado – Canto, que não conseguirem vagas dentro das ofertadas, na condição de ser considerado apto nas provas específicas, poderá reoptar pelo curso de Música/Licenciatura. De acordo com a UFPE, a nota da Prova de Instrumento (PI) ou Prova de Canto (PC) será considerada como Prova de Habilidade Instrumental (PHI), e o argumento de classificação será calculado seguindo os pesos para o curso de Música/Licenciatura.



Comentários

Últimas notícias