PANDEMIA

Pernambuco retira obrigatoriedade de máscaras em ambientes fechados

Paulo Câmara, governador de Pernambuco, anunciou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. Mas exigência permanece em alguns locais

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 19/04/2022 às 11:48 | Atualizado em 20/04/2022 às 11:38
ALUISIO MOREIRA/SEI
"Não há condições sanitárias para que seja realizada qualquer tipo de festividade, no período de Carnaval, em Pernambuco", disse o governador Paulo Câmara - FOTO: ALUISIO MOREIRA/SEI
Leitura:

Foi anunciado pelo governador Paulo Câmara (PSB), em pronunciamento divulgado nesta terça-feira, 19 de abril, o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. A decisão vale a partir desta quarta-feira (20).

De acordo com o governador, a diminuição dos números da Covid-19 no Estado permitiu esta flexibilização no Plano de Convivência. A medida era esperada desde março, mas o Governo de Pernambuco manteve a obrigatoriedade do uso de máscaras, apesar de ter anunciado flexibilizações no último mês.

De acordo com o governador, a semana epidemiológica 15, encerrada no último sábado (16), confirmou todos os indicadores da pandemia em queda.

"Também na semana passada atingimos o patamar de 80% da população vacinada com duas doses ou dose única, e mais de 80% dos maiores de 60 anos de idade havia tomado a dose de reforço. Esses números nos dão condições de avançar mais um passo no nosso Plano de Convivência com a Covid", explicou Paulo Câmara.

O uso obrigatório da máscara será mantido nos transportes coletivos, escolas e unidades de saúde no Estado. "Vamos continuar incentivando a vacinação e trabalhando para encerrar definitivamente esse capítulo da nossa história", concluiu o governador. 

Liberação do uso de máscaras é resultado de sintonia entre executivo e legislativo, avalia Marco Aurélio Filho

Nesta terça-feira (13/04), o vereador Marco Aurélio Filho (PRTB) em discurso na Câmara Municipal do Recife destacou que a liberação do uso de máscaras é fruto do êxito das políticas públicas de saúde conduzidas pelo governador Paulo Câmara e pelo prefeito João Campos.

Pernambuco apresenta uma tendência contínua de redução nos indicadores do novo coronavírus com queda sustentada na procura por testes de COVID-19, número de casos graves, internações e óbitos devido ao avanço da cobertura vacinal.

“Dados da Secretaria de Saúde de Pernambuco mostram que 80,21% do público elegível completou seus esquemas vacinais com duas doses. Estes indicadores vacinais já superam a chamada imunidade coletiva apontada em Nota Técnica da Fiocruz, que é atingida quando a taxa de vacinação está acima de 80% da população. Todas essas informações estão presentes no Relatório da Comissão Especial do Carnaval, São João e Grandes Eventos da Câmara Municipal do Recife, da qual sou presidente”, destaca o Vereador.

Marco Aurélio diz que o anúncio do governador Paulo Câmara mostra que o Legislativo e o Executivo estão em sintonia, buscando alternativas para superar a crise.

“Nosso mandato é feito com bastante responsabilidade e ouvindo as pessoas, por isso desde o início da Pandemia estamos acompanhando tecnicamente as flexibilizações, dialogando com o Executivo. Nosso trabalho sempre priorizou a busca por alternativas, respaldadas nos estudos científicos e nas orientações dos órgãos de saúde. Agora poderemos avançar na retomada econômica de vários setores produtivos, gerando emprego e renda para os cidadãos da nossa Cidade”, disse.

Portaria conjunta especifica esquema para ambientes fechados

Portaria conjunta da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Secretaria de Saúde especificou o regramento para ambientes fechados.

Agora, a regra diz o seguinte: "Obrigatória a apresentação de passaporte vacinal com 2ª dose para maiores de 12 anos e com dose de reforço para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, se decorridos 4 meses da 2° dose".

O regramento vale para:

  • Cinemas, teatros, museus e demais equipamentos culturais
  • Serviços de alimentação (bares, restaurantes e lanchonetes, inclusive de centros comerciais, feira de negócios e shoppings
  • Eventos culturais, sociais e corporativos

Comentários

Últimas notícias