Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Carrefour compra BIG, dono do Bompreço, e vira maior rede de varejo do Brasil

A aquisição permite que o Carrefour Brasil expanda seus formatos tradicionais (principalmente Atacado e Hipermercados)

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 24/03/2021 às 7:40
Foto: Lílian Fonseca/TV Jornal
Os hipermercados com a marca BIG Bompreço receberam investimentos num projeto de conversão das lojas, reformas e modernização - FOTO: Foto: Lílian Fonseca/TV Jornal
Leitura:

O Grupo Carrefour Brasil ("Carrefour Brasil") anunciou um acordo com a Advent International e o Walmart para a aquisição do Grupo BIG Brasil S.A., que inclui a marca Bompreço, muito forte no Nordeste. A Companhia também espera converter parte das lojas BIG e BIG Bompreço para as bandeiras Atacadão ou Sam’s Club.

A aquisição ampliará a presença do Carrefour Brasil porque o Grupo BIG, que possui 387 lojas, 41 mil funcionários, presença em 19 estados brasileiros, registrou R$ 24,9 bilhões em vendas brutas em 2020, a um valor estimado em R$ 7,0 bilhões. A combinação criará um grupo com vendas brutas de cerca de R$ 100 bilhões e aproximadamente 137 mil funcionários atuando em todos os formatos.

Com Carrefour marcas icônicas no Nordeste (Bompreço) e no Sul (BIG) tendem a desaparecer

A compra do BIG expandirá a presença do Carrefour Brasil em regiões onde tem penetração limitada, como o Nordeste e Sul do País, que oferecem forte potencial de crescimento. A rede de lojas do Grupo BIG, portanto, apresenta forte complementaridade geográfica.

Mas esse será um novo desafio. Assim como, no Nordeste, Bompreço virou substantivo que designa supermercados, na Região Sul fazer compras de alimentos quer dizer ir ao BIG. Mas a história dessas marcas no imaginário coletivo é tão presente que dificilmente deverá ser esquecida ou substituída pelas marcas do grupo francês por muito tempo.

Isso porque, ao longo de 55 anos, no caso da marca Bompreço, e de 41 anos no caso do BIG, elas se incorporaram na sociedade onde estão presentes como sinônimo de inovação no setor de autosserviço e que pouca coisa foi acrescentada no formato embora exista uma forte queixa dos consumidores da ausência de um acionista controlador que eles possam identificar e se relacionar diretamente.

É importante lembrar que, no caso do Bompreço, a companhia quando controlada pelo João Carlos Paes Mendonça, cujo grupo (JCPM) tem 86 anos de atuação no varejo, foi a maior responsável por todas as grandes inovações no varejo moderno no Norte e Nordeste.

Do supermercado ao hipermercado. Do cartão de crédito de loja (Hipercard) ao pioneiro clube de fidelização (Bom Clube) que fixaram a marca no inconsciente coletivo que a despeito das mudanças de controladores nunca deixou de ser um referencial no setor.

PAGAMENTO EM DINHEIRO 

O pagamento da transação será realizado 70% em dinheiro e 30% por meio de emissão de novas ações do Grupo Carrefour Brasil.

O pagamento em ações do Carrefour Brasil materializa a confiança dos vendedores na valorização do Grupo Carrefour Brasil, bem como em uma captura rápida das sinergias com um risco de execução relativamente baixo.

Foto: divulgação
A Companhia também espera converter parte das lojas BIG e BIG Bompreço para as bandeiras Atacadão ou Sam’s Club. - Foto: divulgação

A aquisição permite que o Carrefour Brasil expanda seus formatos tradicionais (principalmente Atacado e Hipermercados). A transação também vai reforçar a presença do Carrefour Brasil em formatos nos quais tem presença mais limitada, em particular os supermercados (99 lojas Bompreço e Nacional) e soft discount (97 lojas Todo Dia).

Além disso, o Grupo Carrefour Brasil atuará em um novo segmento de mercado com o formato Sam's Club, através de um contrato de licenciamento com o Walmart Inc. Este modelo de negócios único, premium e altamente rentável, voltado para o segmento B2C, é baseado em um sistema de associados, com mais de 2 milhões de membros, e tem um forte foco em produtos de marca própria.

O Grupo BIG detém o ativo imobiliário de 181 lojas (47% do total) e 38 propriedades adicionais, totalizando aproximadamente R$ 7 bilhões de valor imobiliário, de acordo com uma análise independente.

NOVO DONO QUER COMPLEMENTARIDADE

A complementaridade dos dois grupos enriquecerá o ecossistema de produtos e serviços do Carrefour Brasil, que atualmente atende mais de 45 milhões de clientes, e ampliará a sua base de clientes com a adição de mais de 15 milhões de clientes do Grupo BIG.

O Grupo BIG (antigo Walmart Brasil) opera uma rede multiformato de 387 lojas, compreendendo 35 lojas somente para membros sob a bandeira Sam's Club, 107 lojas de hipermercados sob as bandeiras BIG e BIG Bompreço, 99 lojas de supermercados sob as bandeiras Bompreço e Nacional, 97 lojas de soft discount com a bandeira Todo Dia, 49 lojas Cash & Carry com a bandeira Maxxi e 13 postos de gasolina. O Grupo BIG está presente em 19 estados, com maior presença nas regiões Sul e Nordeste do Brasil. Em 2020, o Grupo BIG gerou vendas brutas de R$ 24,9 bilhões e EBITDA ajustado de R$ 928 milhões.

O Grupo Carrefour Brasil opera 489 lojas no país, incluindo 100 hipermercados com a bandeira Carrefour, 53 supermercados com as bandeiras Carrefour Bairro e Market, 130 lojas de proximidade com a bandeira Carrefour Express, 206 lojas Cash & Carry com a bandeira Atacadão e 125 farmácias e 77 postos de gasolina. Em 2020, o Grupo Carrefour Brasil gerou vendas brutas de R$ 74,7 bilhões e EBITDA ajustado de R$ 5,6 bilhões.

Há mais de 45 anos, o Carrefour vem trabalhando e investindo para que milhões de consumidores possam ter o melhor sortimento de produtos e serviços do varejo brasileiro.

Desde 2019, incluindo essa transação, o investimento total da Companhia terá sido superior a R$ 15 bilhões, um dos maiores na indústria de varejo brasileira no período. Isso contribui diretamente para o desenvolvimento social e econômico do país, incluindo a criação de milhares de novos postos de trabalho, geração de novos negócios com produtores locais, além da atuação social direta nas comunidades onde a Companhia atua.

Em 2020, o Carrefour Brasil acelerou de forma significativa a sua estratégia de transformação digital, o que beneficiou não só suas operações, mas também a experiência do cliente.

A nova plataforma de e-commerce do Atacadão e o novo app "Meu Carrefour", que conecta todos os formatos do varejo em um único ecossistema, proporcionam conveniência e uma experiência de compra diária completa aos consumidores. Com essa aquisição, o Carrefour Brasil acelera sua estratégia de digitalização, levando as suas ofertas online aos clientes do Grupo BIG, e, dessa forma, ampliando o engajamento dos clientes com as marcas da rede.

A ampla base de clientes do Grupo BIG fará parte do ecossistema do Carrefour Brasil e a Companhia poderá ofertar a esses clientes a experiência completa de um ambiente omnicanal, agregando valor a sua jornada de compra por meio da oferta não só de produtos alimentares, mas também de não alimentares, medicamentos e combustíveis, tanto no ambiente físico quanto no digital.

Além disso, os clientes poderão acessar as diferentes soluções de pagamento e crédito do Banco Carrefour, que serão disponibilizadas em todas as lojas adquiridas. As inúmeras possibilidades para ampliar a monetização do cliente do Grupo BIG fazem dessa aquisição uma oportunidade única de geração de sinergias e de reinvestimento na competitividade do Carrefour Brasil.

MAXXI TERÁ BANDEIRA ATACADÃO

O Grupo Carrefour Brasil planeja otimizar a rede de lojas convertendo as unidades Maxxi para a bandeira Atacadão. A Companhia também espera converter parte das lojas BIG e BIG Bompreço para as bandeiras Atacadão ou Sam’s Club.

As demais lojas serão convertidas para a bandeira de hipermercado Carrefour. Assim, os clientes poderão se beneficiar das ofertas do Atacadão e do Carrefour, do compromisso da Companhia de democratizar alimentos de qualidade e saudáveis, bem como do ecossistema omnicanal do Carrefour Brasil.

A aquisição também permitirá que a Companhia ofereça os melhores preços às famílias brasileiras, pequenos comerciantes e restaurantes, uma vez que o Atacadão e o Carrefour praticam os valores mais baixos do mercado, ao mesmo tempo em que priorizam fornecedores regionais e locais.

O Carrefour Brasil revelou que identificou potencial de sinergia significativo desde o primeiro ano, aumentando gradualmente para representar uma contribuição adicional líquida ao EBITDA de R$ 1,7 bilhão anualmente, três anos após a conclusão da operação. As sinergias esperadas incluem:

Ganhos relacionados à maior densidade de vendas e alinhamento de margens para aumentar rapidamente a rentabilidade da loja. Esses ganhos irão se materializar após a conversão das lojas BIG, BIG Bompreço e Maxxi para as bandeiras Carrefour e Atacadão, que possuem a melhor oferta comercial em seus respectivos segmentos;

Receita relacionada à oferta de serviços financeiros do Banco Carrefour no escopo das novas lojas, alavancando a proposta de valor única do Grupo Carrefour Brasil (cartões de crédito, carteira digital, terminais de pagamento B2B e crédito);

Aceleração do crescimento das ofertas digitais do Grupo Carrefour Brasil (e-commerce alimentar e não alimentar, marketplace B2C e B2B, parcerias para serviço de entrega rápida, etc.) por meio da base de clientes do Grupo BIG e sua rede;

Assim que concluída a operação, o Grupo Carrefour irá deter 67,7% de participação do Carrefour Brasil (vs. 71,6% hoje) e a Península Participações 7,2%, enquanto a Advent e o Walmart terão, juntos, 5,6% de participação.

Comentários

Últimas notícias