NOVO NORMAL

Transporte público sem ampliação de serviço para retomada das atividades econômicas nesta quarta

Justificativa do setor - tanto de ônibus como metroviário - é que não há expectativa para aumento de demanda. Reforço vai acontecer para a segunda (15)

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 09/06/2020 às 19:07
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A entidade faz, mais uma vez, um alerta sobre os riscos de o serviço sofrer uma precarização e, até, uma interrupção devido à incapacidade financeiras dos operadores se manterem - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O transporte público da Região Metropolitana do Recife não terá reforço no serviço para esta quarta-feira (10/6), quando acontece mais uma etapa da retomada das atividades econômicas em Pernambuco. Estão autorizados a abrir clínicas, óticas, consultórios médicos, odontológicos e veterinários. Ônibus e metrôs seguem com a mesma oferta e, por isso, caso o número de passageiros aumente muito, as aglomerações serão ainda maiores do que as vistas desde o fim do lockdown. A justificativa do setor - tanto rodoviário quanto metroviário - é de que não há expectativa de aumento de demanda que justifique.



Sendo assim, os ônibus seguem com 54% da frota em operação e com estocagem de 120 ônibus em 16 dos 26 terminais integrados. O que permite um reforço de até 20% das viagens, que estavam reduzidas à metade da operação normal. É o mesmo esquema adotado desde o fim do lockdown e que apresentou problemas em diversos terminais com a retomada da construção civil na última segunda-feira (8/6). Os 16 terminais integrados que estão com ônibus extras são Joana Bezerra, Tancredo Neves, Macaxeira, Caxangá, Aeroporto, Jaboatão, Barro, TIP, Cajueiro Seco, Xambá, PE-15, Camaragibe, Pelópidas Silveira, Igarassu, Abreu e Lima e Cabo.

JAILTON JUNIOR/JC IMAGEM
Ônibus e metrô tiveram um aumento de 10% da demanda nesta segunda (8/6), primeira etapa da retomada econômica - JAILTON JUNIOR/JC IMAGEM

De fato, não estamos esperando um aumento da demanda de passageiros que a operação disponibilizada não suporte. Na segunda tivemos um aumento de 10%, com registro de um pouco mais de 400 mil passageiros no dia. Houve um aumento, mas ainda está muito longe do que transportávamos (2 milhões/dia). Tivemos problemas pontuais em algumas linhas, mas nada que a frota disponibilizada não atendesse. De toda forma, estaremos monitorando a operação
Marcelo Bruto, secretário de Desenvolvimento Urbano

 

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Marcelo Bruto, secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM


“De fato, não estamos esperando um aumento da demanda de passageiros que a operação disponibilizada não suporte. Na segunda tivemos um aumento de 10%, com registro de um pouco mais de 400 mil passageiros no dia. Houve um aumento, mas ainda está muito longe do que transportávamos (2 milhões/dia). Tivemos problemas pontuais em algumas linhas, mas nada que a frota disponibilizada não atendesse. De toda forma, estaremos monitorando a operação”, explicou o secretário de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco, Marcelo Bruto, que responde pela gestão do transporte por ônibus da RMR.

METRÔ SEGUE NA MESMA
A mesma lógica de demanda vale para o Metrô do Recife. O sistema metropolitano segue com a operação montada desde que a pandemia do coronavírus começou: apenas nos horários de pico da manhã (6h às 9h) e da noite (16h30 às 20h). Segundo a Superintendência da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) no Recife, na segunda, quando aconteceu a primeira etapa do plano de convivência com a covid-19 criado pelo governo de Pernambuco, o sistema registrou um acréscimo de 10% no volume de passageiros. Esse aumento, na visão dos metroviários e apesar das reclamações dos passageiros, é atendido pela operação parcial. Segundo a CBTU, na segunda o metrô transportou 78 mil pessoas enquanto que na segunda () foram 72 mil. Além disso, explicou que o afastamento de mais da metade do quadro de funcionários por fazerem parte do grupo de risco da covid-19 dificulta a ampliação. Além das clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, estão autorizados a reabrir nesta quarta óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia.

EXPECTATIVA PARA REABERTURA DO COMÉRCIO
A ampliação da operação do metrô e uma maior oferta de ônibus deverão acontecer na segunda-feira (15/6), quando acontece a retomada do comércio. É nessa reabertura econômica que o setor está apostando para provocar aumento da demanda. Tanto Marcelo Bruto quanto a CBTU afirmaram estar planejando o reforço do serviço para a próxima semana.

CONFIRA A QUEDA DE DEMANDA DO METRÔ DO RECIFE DURANTE A PANDEMIA

 
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Mesmo com a reabertura gradativa das atividades, esquema de ônibus teve apenas 120 ônibus a mais nesta segunda-feira (8/6) - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Citação

De fato, não estamos esperando um aumento da demanda de passageiros que a operação disponibilizada não suporte. Na segunda tivemos um aumento de 10%, com registro de um pouco mais de 400 mil passageiros no dia. Houve um aumento

Marcelo Bruto, secretário de Desenvolvimento Urbano

Comentários

Últimas notícias