COLUNA MOBILIDADE

Depois de rodoviários, motoristas de aplicativo lutam por vacinação contra covid-19 em Pernambuco

Cobrança foi feita ao governo de Pernambuco e às prefeituras do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Caruaru, Garanhuns e Petrolina, cidades onde os apps operam

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 08/06/2021 às 10:55
Notícia
Day Santos/JC Imagem
A luta dos motoristas de transporte por aplicativo, no entanto, deverá ser mais árdua porque a categoria não foi incluída como grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização - FOTO: Day Santos/JC Imagem
Leitura:

Depois dos rodoviários e metroviários, agora são os motoristas de aplicativo de transporte - como Uber e 99 - que iniciam uma luta para conseguir ter direito à vacinação contra a covid-19. A Associação dos Motoristas e Motofretistas por Aplicativos de Pernambuco (Amape) enviou carta ao governador Paulo Câmara e à Secretaria Estadual de Saúde cobrando a inclusão da categoria no Plano Estadual de Imunização.


A mesma cobrança foi feita às prefeituras do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, de Caruaru e Garanhuns, no Agreste do Estado, e de Petrolina, no sertão pernambucano. Todas são cidades onde o serviço por aplicativos opera. A luta dos motoristas de transporte por aplicativo, no entanto, deverá ser mais árdua porque a categoria - assim como diversas outras - não foi incluída como grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização criado pelo governo federal no fim de 2020 e início de 2021, quando o País começou a se organizar para a vacinação.

Day Santos/JC Imagem
O argumento dos motoristas de aplicativo é que também estiveram e estão na linha de frente desde que a pandemia começou, há um ano e três meses, sem direito a nenhum tipo de planejamento - Day Santos/JC Imagem


O argumento dos motoristas de aplicativo é que também estiveram e estão na linha de frente desde que a pandemia começou, há um ano e três meses, sem direito a nenhum tipo de planejamento. E tendo contato com o público em geral. “Motoristas de aplicativos são os terceiros profissionais que mais morrem de covid-19, de acordo com uma pesquisa feita em São Paulo. Aqui no Recife, com certeza não é muito diferente. Precisamos de vacina”, apela Thiago Silva, presidente da Amape.

TAXISTAS

Os taxistas do Grande Recife também ensaiaram um protesto na semana passada por vacinação, mas o movimento foi abortado porque foi aberto um canal de conversa com o governo do Estado. Mas caso não consigam a imunização, também devem fazer manifestações em Olinda e no Recife.

Comentários

Últimas notícias