COLUNA MOBILIDADE

Profissionais do transporte público ficam de fora da vacinação da covid-19 no Grande Recife

Fiscais de ônibus que atuam nos terminais integrados, por exemplo, não conseguem a imunização e nesta terça-feira (22/6) protestaram

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 22/06/2021 às 15:37
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
A imunização dos profissionais está sendo negada nas cidades do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, na RMR, segundo a categoria. Em Camaragibe, os fiscais foram vacinados - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Apesar da pressão para conseguir a vacinação contra a covid-19 dos rodoviários e metroviários em Pernambuco, alguns profissionais que atuam no sistema de transporte público da Região Metropolitana do Recife não tiveram direito à imunização. Os fiscais dos ônibus do Grande Recife são um deles. Na manhã desta terça-feira (22/6) a categoria fez um protesto pedindo a vacinação.

A imunização dos profissionais está sendo negada nas cidades do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, na RMR, segundo a categoria. Em Camaragibe, os fiscais foram vacinados. “São 1,2 milhão de passageiros passando todos os dias pelos terminais integrados, onde esses profissionais atuam. E estamos falando de aproximadamente 30 pessoas. Eram 400, mas com o avanço da imunização por idade e comorbidades, muitos entraram. E não entendemos a diferença para categorias como metroviários e portuários, que vacinaram todos os empregados administrativos”, critica Vera Lins, presidente da Associação dos Empregados do Consórcio Grande Recife

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Protesto por vacinação dos fiscais de transporte do Grande Recife Consórcio. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Algumas gestões para viabilizar a imunização de todos os profissionais que atuam no setor, principalmente fiscais, orientadores de filas e gestores de terminais, chegaram a ser feitas, inclusive pela Urbana-PE (o sindicato dos empresários de ônibus), mas sem sucesso. No caso do Recife, por exemplo, o sistema Conecta não está identificando os funcionários do CTM como do setor de transporte. Os profissionais que atuam na venda de créditos do VEM - cartão usado no sistema de transporte da RMR - também não têm conseguido se vacinar. Terão que esperar o avanço por idade.

Quem se posicionou sobre o tema foi o governo de Pernambuco, via Secretaria de Saúde. A nota enviada à imprensa, no entanto, não é clara sobre a vacinação dos profissionais. Refere-se ao problema como se ele já estivesse resolvido. Confira:

“A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que já está autorizada, em Pernambuco, a vacinação contra a Covid-19 de todos os grupos prioritários elencados no Plano Nacional de Operacionalização (PNO), montado pelo Ministério da Saúde (MS), responsável pela aquisição e distribuição do insumo aos Estados. Os municípios, inclusive, têm avançado nas suas estratégias de imunização com o intuito de vacinar toda a população prioritária.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Protesto por vacinação dos fiscais de transporte do Grande Recife Consórcio. - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Além disso, as cidades têm avançado na proteção da população em geral por faixa etária, de forma decrescente, ou seja, começando com os adultos de entre 50 e 59 anos e ampliando de acordo com a realidade e disponibilidade de doses. Com isso, estão sendo contempladas as mais diversas categorias profissionais. Importante lembrar que esse avanço no público em geral leva em consideração orientação do próprio Ministério da Saúde, além de pactuação do Estado com os municípios na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), levando em consideração dados epidemiológicos de adoecimento e internação. Por fim, a SES-PE informa que a campanha vai continuar avançando a partir do envio de mais doses pelo Ministério da Saúde".

 

Comentários

Últimas notícias