SEGURANÇA

Guardas de município no Agreste de Pernambuco vão usar câmeras nas fardas

Medida tem o objetivo de garantir mais segurança para o efetivo e para a população

Raphael Guerra
Cadastrado por
Raphael Guerra
Publicado em 08/10/2021 às 6:30 | Atualizado em 08/10/2021 às 7:26
TV JORNAL INTERIOR/REPRODUÇÃO
Com cerca de 21 mil habitantes, São Joaquim do Monte está localizado no Agreste do Estado - FOTO: TV JORNAL INTERIOR/REPRODUÇÃO
Leitura:

Assim como a Polícia Militar, municípios de Pernambuco também estão aderindo ao uso de câmeras acopladas às fardas da Guarda Municipal. A medida, que traz mais segurança para o efetivo e para a população durante as abordagens, apresentou resultados positivos em algumas capitais brasileiras, a exemplo de São Paulo. 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informou que a Prefeitura de São Joaquim do Monte, no Agreste do Estado, firmou acordo para adesão aos equipamentos de segurança, também conhecidos como bodycams. 

Além das imagens, as bodycams também gravam sons. Tudo é armazenado em tempo real na nuvem, diminuindo a quase zero o risco de perda de provas. A transmissão pode ser realizada automaticamente para uma central a ser definida pelo município. 

ARTES JC
bodycams - ARTES JC

No caso da Polícia Militar, por exemplo, o monitoramento caberá ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods). 

O município de São Joaquim do Monte tem, em média, pouco mais de 21 mil habitantes. De janeiro a agosto deste ano, 68 crimes contra o patrimônio (assaltos e furtos) foram registrados. No mesmo período de 2020, foram 90. 

Apesar de, oficialmente, a segurança ser responsabilidade da Polícia Militar, a Guarda Municipal pode (e deve) colaborar com ações que evitem a criminalidade.

De acordo com o MPPE, na última quarta-feira (06), representantes da instituição e do Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Defesa Social de Pernambuco (CONSEG/PE) reuniram-se para conversar sobre o projeto piloto, que prevê a implementação de bodycams nas guardas municipais nos municípios que são consorciados ao órgão. São Joaquim do Monte é uma das primeiras a realizarem a adesão.

"Com o uso das câmeras mostrando diretamente os procedimentos realizados pela guarda com a população e também a atitude das pessoas com os guardas, fica mais fácil a comprovação das evidências em cada caso que seja necessária a apuração”, explicou o promotor de Justiça Rinaldo Jorge.

Ainda segundo o promotor, a cidade de Toritama também pode aderir ao projeto na Guarda Municipal.

POLÍCIA MILITAR

A previsão é de que a Polícia Militar comece a usar as câmeras a partir de dezembro. Começará com o 17º Batalhão (com sede em Paulista, no Grande Recife). 

O uso de câmeras acopladas nas fardas dos policiais, inclusive, foi sugerido pela Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Pernambuco (OAB-PE), no mês de julho, à SDS. A medida foi proposta pela Comissão de Direitos Humanos da entidade, justamente levando em conta a ação desastrosa da PM contra manifestantes que faziam um ato, na área central do Recife, com críticas ao governo Bolsonaro, no final do mês de maio. Na ocasião, dois trabalhadores foram atingidos nos olhos e perderam a visão.

Comentários

Últimas notícias