academias

O "novo normal" das academias pós-pandemia do coronavírus

Academias de ginástica na Ásia já estão se adaptando ao "novo normal" depois da pandemia do novo cornavírus. Europa e Estados Unidos também se preparam

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 14/05/2020 às 11:14
Notícia
AL BELLO/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/Getty Images via AFP
Bikes começam a ser sinalizadas para as aulas respeitaram o distanciamento exigido - FOTO: AL BELLO/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/Getty Images via AFP
Leitura:

Já ouviu fala sobre o "novo normal" que será implantado após a pandemia do novo coronavírus? As academias de ginástica, boxes de crossfit, estúdios, entre outros precisarão adotar medidas ainda mais duras de higiene e segurança sanitária para reduzir os risco de contaminação da covid-19. Na Ásia, onde a reabertura já vem acontecendo, alguns estabelecimentos desenvolveram um modelo que pode se tornar padrão em muitos países. Além da distância de 2m ou 3m entre os aparelhos de musculação, há telas separando esteiras e elípticos. 

>> Cref-PE planeja reabertura de academias e boxes de crossfit

A página espanhola RunningEs, que reúne conteúdo sobre corrida, postou um vídeo que mostra o local onde ficam as esteiras em uma academia de Hong Kong. "Hong Kong adaptando as academias depois do coronavírus. Será assim na Espanha?", questionou. 

 

Ainda não há previsão de retomada das atividades das academias em Pernambuco. No próximo sábado, inclusive, entrará em vigor o novo decreto que endurece o isolamento em cinco municípios do estado: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço da Mata e Camaragibe. 

O Conselho Regional de Educação Física de Pernambuco já formalizou um documento que traz recomendações para o retorno dos estabelecimentos ligados aos exercícios físicos. As academias terão que respeitar a distância entre os aparelhos, oferecer álcool em gel para alunos, funcionários e colaboradores, assim como todos devem estar usando de máscaras. 

 

Comentários

Últimas notícias