FOLIA ADAPTADA

Com o Carnaval 2021 suspenso, foliões do Homem da Meia-Noite trocam as ladeiras de Olinda pela sala de casa

Prestes a completar seus 89 anos, o calunga terá uma festa diferente. Os convidados acompanharão a folia através da televisão e das redes sociais

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 12/01/2021 às 19:12
Notícia

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
''Lá vem o Homem da Meia-Noite, vem pelas ruas a passear'' / A tradicional agremiação não desfilará pelas ladeiras de Olinda em 2021, mas disponibilizará uma live cheia de folia - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

No próximo 13 de fevereiro, que seria o primeiro dia do Carnaval 2021, o Homem da Meia-Noite não irá desfilar pelas ladeiras de Olinda, como faz anualmente. Por conta da pandemia do novo coronavírus e das medidas de segurança para conter a propagação do vírus, a festa de momo deste ano está suspensa e os foliões terão que se contentar, ao menos por enquanto, com uma folia bastante diferente e virtual.

>> A misticidade que envolve o Homem da Meia Noite, símbolo do Carnaval de Olinda

Prestes a completar seus 89 anos, o elegante de quase quatro metros de altura terá o Shopping Patteo, em Olinda, como palco de sua festa. Os convidados, no entanto, acompanharão a folia através da televisão e das redes sociais. 

Para a assistente acadêmica Érica Figueira, foliã de carteirinha desde que se entende por gente, e apaixonada pelo Homem da Meia-Noite há quatro anos, a animação e irreverência, típicas da festa, vão fazer falta este ano. "Pra mim, que sou do tipo de foliã raiz, que brinca todos os dias, que segue orquestra, vai pras saídas dos blocos e entra em cordão de isolamento da orquestra, que adora, que acha o carnaval uma das melhores festas que a gente tem, passar um ano sem o carnaval é muito triste, mas sei que é algo necessário neste momento", revelou em conversa com a reportagem do JC

Cortesia
Érica Figueira, na folia - Cortesia
Cortesia
Érica Figueira, na folia - Cortesia

Buscando trazer a magia carnavalesca aos seus milhares de foliões, que assim como Érica, aguardam o ano inteiro pela farra, o gigante mais famoso de Olinda terá seu desfile transmitido pela live "Faltam 365 dias" (Facebook | YouTube), que começará às 23h do dia 13 de fevereiro, e será o ponto inicial da contagem regressiva para o Carnaval de 2022, quando o calunga completará 90 anos. 

Sem abrir mão de sua tradicional orquestra e das homenagens, que este ano serão destinadas a Silvério Pessoa, Ed Carlos e Karinna Spinelli, três grandes artistas pernambucanos, a live acontecerá em uma área reservada do centro de compras, onde apenas a diretoria e a equipe técnica estarão presentes, respeitando os protocolos de segurança contra a covid-19. 

>> Blocos e troças de Carnaval desfilam no Recife mesmo com pandemia da covid-19; veja vídeos

>> "Aglomerações de fim de ano e Carnaval vão ter um preço", alerta especialista sobre covid-19

Não presenciar a saída e a chegada do calunga, envolta de toda a folia, é algo que Nadja Souza jamais imaginaria. A foliã, que já acompanha o Homem há mais de 26 anos, nem lembra mais de como eram seus carnavais antes disso. Uma paixão dela e do marido que contagiou filhos, netos e o restante da família. "Somos apaixonados, a família toda. Esperamos juntos todo ano a saída dele. Para nós, é como se o Homem tivesse alma no momento do desfile à meia noite".

Cortesia
Antônio Flávio e Nadja Souza, um casal apaixonado pela folia e pelo gigante de Olinda - Cortesia

Mateus Medeiros, de 26 anos, filho de Nadja, preserva o mesmo carinho pelo gigante. Não é atoa que a paixão tenha sido materializada em sua pele. "Essa tatuagem representa o amor que eu, a minha família e meus amigos temos pelo calunga, pela cidade de Olinda, pelo carnaval e por todo o Estado de Pernambuco", explicou.

>> Pernambuco terá feriado de Carnaval em 2021?

Cortesia
Mateus Medeiros, filho mais novo de Antônio e Nadja, materializou a paixão pelo calunga através de uma tatuagem - Cortesia

Vizinha da sede do Homem da Meia-Noite, Nadja sempre festejou com os seus durante a passagem da agremiação no Sábado de Zé Pereira. No entanto, apesar de sentir com tristeza a ausência do desfile do calunga este ano, compreende a decisão. "Minha calçada este ano, no dia 13 de fevereiro, estará triste. Nunca passamos um sábado do carnaval sem a preparação para a saída do Homem. É uma festa de sentimento, emoção, coração e não ter o desfile é uma coisa que não caiu a ficha ainda, mas é claro que estamos cientes da importância dessa suspensão, foi uma importante decisão neste momento de pandemia que estamos passando", contou à reportagem. 

Cortesia
A família de Nadja e Antônio reunida para acompanhar a saída do calunga - Cortesia
Cortesia
A família de Nadja e Antônio reunida para acompanhar a saída do calunga - Cortesia

>> Homem da Meia Noite não desfilará ainda que haja Carnaval de Olinda em 2021

Em 9 de dezembro de 2020, pouco antes do Governo Estadual suspender a folia de Carnaval 2021, Luiz Adolpho, presidente do clube, já havia anunciado a decisão de não dar continuidade ao desfile oficial. O ato, segundo ele, aconteceu em respeito à vida. “Em 2021, infelizmente, não teremos o nosso desfile oficial devido à pandemia e, acima de tudo, em respeito à vida. Preservar vidas é fundamental em um momento como esse. É uma decisão difícil, importante, mas acreditamos que é a melhor que poderíamos tomar”, revelou na época.  

Apesar disso, com a adaptação da festa para o formato online, a expectativa dos apaixonados pela agremiação continua grande. Dentre os momentos mais esperados, a troca de roupa é o destaque. Todos os anos uma nova vestimenta é confeccionada para o calunga e apresentada apenas no fim da tarde do sábado de carnaval, antes do desfile, quando um dos maiores mistérios acontece: a troca de fraques. Este ano, a recifense Carol Frexeira, que é design de moda, ficou incumbida de confeccionar os trajes do gigante. 

"Quando eu entrei no mundo da moda o gigante já era um senhor, então chegar nesse ponto da minha carreira e receber o convite para produzir este figurino, que é provavelmente o mais importante do estado, é uma honra que eu não tenho nem palavras para descrever. O que eu sinto com esse trabalho é que eu estou levando uma perspectiva de futuro paras pessoas. Um futuro com mais alegria e com carnaval", disse a estilista em coletiva de imprensa transmitida nesta terça-feira (12). 

DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Homem da Meia Noite - DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Homem da Meia Noite - DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
Homem da Meia Noite - DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM
RESTRIÇÕES Será a primeira vez, pelo menos nos últimos 30 anos, que o calunga não vai comandar a folia - DIEGO NIGRO/ACERVO JC IMAGEM

Já a camisa oficial do clube, lançada em dezembro de 2020, é uma produção dos pernambucanos João Andrade e Rafaela Mendes. Carregando o tema de 2021 "Faltam 365 dias", a camiseta representa a contagem regressiva para a grande festa de celebração das nove décadas do Homem da Meia-Noite, em 2022. Ela pode ser adquirida na sede do clube em Olinda, localizada na Estrada do Bonsucesso, número 132, por R$ 45, ou pela internet, através da plataforma Elo7, por R$ 50. 

>> Olodum confirma que fará 'live' durante o carnaval de 2021

"Embora não tenha a grande festa, a gente tá se organizando pra curtir da melhor forma, assistindo a live, com muita responsabilidade, sem aglomerar e pensando muito na nossa saúde e na saúde do próximo, além disso, já estamos comprando as blusas oficiais, pra ajudar essas agremiações a se manterem", disse Érica. Ainda segundo a foliã, para ela, apesar desta adaptação de formato, a festa de momo em 2021 não irá passar em branco. "Não vai ter carnaval nem desfile do Homem nas ladeiras, mas nem por isso não vai ter fantasia e brilho. Vou estar na sala de casa, mas vou estar fantasiada, brilhosa e aguardando ansiosamente pelo momento de poder brincar na rua novamente". 

Comentários

Últimas notícias