Letras

Autoridades e amigos repercutem vitória de José Paulo Cavalcanti na Academia Brasileira de Letras

O advogado e romancista é reconhecido internacionalmente como profundo conhecedor da obra de Fernando Pessoa e atualmente ocupa a cadeira 27 da Academia Pernambucana de Letras

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 25/11/2021 às 17:32
Notícia
RODRIGO CARVALHO / ACERVO JC IMAGEM
José Paulo Cavalcanti Filho ocupa a Cadeira 39, que pertencia ao ex-vice-presidente da República e também pernambucano, Marco Maciel - FOTO: RODRIGO CARVALHO / ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Matéria atualizada às 19h12

O advogado e romancista pernambucano José Paulo Cavalcanti, foi eleito para ocupar a Cadeira 39 da Academia Brasileira de Letras. De forma híbrida, 34 acadêmicos participaram da eleição, realizada nesta quinta-feira (25). O jurista possui mais de 18 títulos escritos, alguns já publicados no exterior, e também é um profundo conhecedor da obra do escritor português Fernando Pessoa. Ele agora ocupa a vaga do ex-vice-presidente Marco Maciel, que faleceu em junho.

“José Paulo Cavalcanti é um renomado estudioso de Fernando Pessoa, tão íntimo e intenso, como se fosse parente espiritual do poeta. Ensaísta e pesquisador refinado, a biografia que ele redigiu sobre Pessoa circula nos quatro cantos da Terra. José Paulo entra para a ABL com o passaporte da literatura. Ou talvez com mais de um documento, se considerarmos os heterônimos de pessoa, que assombram e iluminam o novo Acadêmico eleito”, declarou o Presidente da ABL, Acadêmico Marco Lucchesi.

Os ocupantes anteriores da cadeira 39 foram: Oliveira Lima (fundador) – que escolheu como patrono Francisco Adolfo de Varnhagen –, Alberto de Faria, Rocha Pombo, Rodolfo Garcia, Elmano Cardim, Otto Lara Resende e Roberto Marinho.

O presidente eleito da Academia Pernambucana de Letras, Lourival Holanda, que tomará posse no dia 26 de janeiro de 2022, data em que é celebrado os 121 anos da APL, afirmou que o escritor é o "perfil do intelectual pernambucano". "Ele é uma evidência pelo notório saber para todos nós. Ele é o perfil do intelectual contemporâneo. Em dado momento está no Ministério da Justiça, está também no Conselho Administrativo de Defesa Econômica, mas está também no Conselho de Comunicação Social, ou na Unesco, ou na Academia Pernambucana de Letras. Portanto, um homem em todas as frentes", declarou o novo presidente. 

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Pernambuco (OAB-PE), Bruno Baptista, a eleição para ocupar a Cadeira 39 é de extrema importância não só no âmbito cultural, mas para o universo jurídico. “ A advocacia pernambucana está muito orgulhosa com a eleição dele, além disso, por ele estar ocupando a cadeira que era de Marco Maciel, e por sua longa trajetória jurídica. José Cavalcanti é reconhecido nacionalmente e internacionalmente como estudioso da obra de Fernando Pessoa e representa não só a cultura jurídica pernambucana, como a terra da Escola do Recife, mas no momento que vivemos, é muito importante termos a valorização da cultura pernambucana e da cultura nordestina”, destacou o Baptista.

A eleição de José Paulo Cavalcanti na tarde desta quinta-feira, tem um significado especial para o secretário estadual de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto. A amizade com o jurista foi herdada de seu pai. “Não somente dele, mas de sua esposa Maria Letícia Cavalcanti, uma das grandes pesquisadoras sobre alimentação no Brasil. Todos que tem um apreço pela pernambucanidade obviamente já teve em suas mãos, algum livro de Maria Letícia Cavalcanti que junto com José Paulo Cavalcanti, obviamente, são grandes representantes da cultura pernambucana”, afirmou.

“José Paulo Cavalcanti se credencia mais do que merecidamente ao status de grande representante da cultura pernambucana, na Academia Brasileira de Letras, que por tradição é uma das instituições culturais mais importante e mais representativas da diversidade cultural brasileira”, completou Freyre Neto.

O presidente do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, João Carlos Paes Mendonça, comemorou a eleição de José Paulo Cavalcanti, ressaltando sua trajetória jurídica e intelectual. “Comemoro essa notícia por diversos fatores. O mais importante deles é que Pernambuco segue representando em tão relevante instituição por uma pessoa que é referência na sua principal de atuação, o mundo jurídico, e que se consolidou ao percorrer outra área que é o mundo da escrita. E o fez de forma extremamente competente. Profundo conhecedor de Fernando Pessoa, teve sua obra sobre o poeta traduzida em vários idiomas, com reconhecidas premiações”, declarou o presidente.

O governador do Estado, Paulo Câmara, também celebrou a manutenção de um pernambucano na vaga da ABL. "Recebi com satisfação a notícia de que Pernambuco manteve a sua representação na Cadeira 39 da Academia Brasileira de Letras, com a eleição do advogado e ensaísta José Paulo Cavalcanti Filho, sucedendo o ex-vice-presidente da República Marco Maciel, seu ocupante anterior. Pesquisador dedicado da obra de Fernando Pessoa, José Paulo também exerceu funções de destaque nacional no mundo jurídico", afirmou o governador.

"Entre elas, a secretaria-geral do Ministério da Justiça, no período da redemocratização, além de ter se notabilizado como um dos integrantes da Comissão Nacional da Verdade. Temos certeza de que ele representará de forma igualmente brilhante o Estado de Pernambuco na ABL", completou o gestor.

O prefeito do Recife, João Campos, comentou sobre a responsabilidade que o escritor terá de representar o Estado e a capital pernambucana. "Quero parabenizar o advogado, jurista e escritor José Paulo Cavalcanti Filho pela eleição para se tornar um dos imortais da Academia Brasileira de Letras. José Paulo é uma referência no mundo jurídico, mas também se destaca na literatura com vários livros publicados. Tem agora a responsabilidade de representar Pernambuco e o Recife na ABL, como fizeram nomes como Joaquim Nabuco, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto. A honraria é do tamanho da missão e, tenho certeza, que ele desempenhará um importante papel representando na ABL", afirmou Campos.

Perfil

José Paulo Cavalcanti Filho nasceu no Recife no dia 21 de maio de 1948. É advogado formado pela Faculdade de Direito do Recife (1971). Foi secretário-geral do Ministério da Justiça e Ministro (interino) da Justiça no governo do ex-presidente José Sarney e também Presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), da EBN (depois Empresa Brasil de Comunicação- EBC), e do Conselho de Comunicação Social (órgão do Congresso Nacional). Consultor da Unesco e do Banco Mundial, ocupa atualmente a cadeira 27 da Academia Pernambucana de Letras.

É membro da Ordem dos Advogados do Brasil, Diretor do Escritório de Advocacia José Paulo Cavalcanti, do Instituto dos Advogados de Pernambuco, e do Instituto dos Advogados Brasileiros. É também membro do Instituto de Direito Comparado Luso Brasileiro, Advogado do Instituto Brasileiro de Estudos do Direito, Ministério da Justiça e do Conselho Pernambuco Pacto 21. É consultor da Secretaria da Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco e do Congresso Nacional.

Em 2012, conquistou o prêmio José Ermírio de Moraes, pelo livro “Fernando Pessoa – uma quase autobiografia”. Também conquistou o primeiro lugar na Bienal do Livro e no Prêmio Jabuti. É vencedor do Prêmio II Molinello, na Itália. Recebeu, ainda, premiações na Romênia, Israel, Espanha, França, Holanda, Alemanha, Rússia, Inglaterra e Estados Unidos.

 

Comentários

Últimas notícias