covid-19

Pernambuco antecipa para segunda-feira abertura parcial dos shoppings; confira todas as mudanças

Houve mudanças também para a construção civil e serviços de saúde em clínicas e consultórios

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 05/06/2020 às 18:25
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Shoppings passam por adaptações para receber e orientar os clientes, como marcação de pisos para filas, disponibilização de álcool em gel e termômetros para medir a temperatura dos visitantes - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O plano de convivência da atividade econômica com a covid-19, anunciado pelo governo de Pernambuco na última segunda-feira (1º), sofreu alterações. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Bruno Schwambach,  os shoppings poderão dar início às vendas com retirada no estacionamento (drive Thru) nesta segunda-feira (8). O comércio do Centro e os atendimentos em clínicas e consultórios de saúde também terão as suas flexibilizações adiantas. 

Segundo o projeto inicial, o plano de convivência já está em vigor permitindo, além dos serviços considerados essenciais, atividades liberadas antes do período de lockdown (findado no último dia 31). A partir desta segunda-feira (8), começam a ser acrescentados ao plano novos setores, como a construção civil e o comércio atacadista. 

Nesse caso, a única mudança diz respeito à construção civil. Antes, seria permitido a retomada das atividades com 50% da carga total de funcionários, num horário restrito das 9h às 18h. Como, segundo Schwambach, o setor comprovou que só 30% dos trabalhadores fazem uso do transporte público, a restrição de horário foi retirada. Para o comércio atacadista permanece fixo o horário das 9h às 18h. 

As flexibilizações que pretendiam ser iniciadas na segunda-feira (15) também foram modificadas. O plano previa a partir dessa data a permissão dos shoppings darem início a operações de venda com coleta no local (Drive Thru). Mas, devido à pressão do setor, o governo adiantou em uma semana a liberação. Com isso, além do delivery, os shoppings começam a permitir a retirada de compras no local a partir da próxima segunda-feira (8). 

os shoppings da Região Metropolitana do Recife (RMR) já estão todos preparados para receberem os clientes de volta. No período de quarentena, o setor foi atrás de soluções para resolver as questões de segurança sanitária e abriu diálogo com o governo para mostrar as iniciativas. 

Outra medida de flexibilização que sofreu mudança foi a abertura do comércio varejista. Antes, no dia 15, estava previsto a abertura apenas de lojas (com até 200 m²) localizadas em bairros, sem incluir o comércio do Centro. O governo resolveu desfazer essa distinção, liberando já no dia 15 também as lojas varejistas com até 200m² situadas no Centro.

Ainda no dia 15, podem abrir também o comércio de veículos, locação e vistoria de veículos, com carga de 50%. 

"Buscamos a melhor forma de implementar nosso plano, sempre levando em consideração os eixos da entrada em preparação dos setores, isso referente aos impactos na saúde e reflexo na economia. Temos mantido o diálogo com os representantes dos setores e fizemos alguns ajustes no nosso plano", diz o secretário Bruno Schwambach. 

Serviços de saúde

O governo também adiantou a flexibilização para atendimentos em clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia. Pelo plano original, esse setor não tinha data para uma retomada. Agora, os atendimentos poderão voltar já no próxima dia 10 de junho. 

"Vamos continuar o diálogo, encontrando, a melhor forma de flexibilização gradual sempre condicionada à análise semanal que será feita pelo comitê", reforça Schwambach. 

o governo do Estado anunciou o plano para retomada gradual das atividades econômicas no dia 1º de junho. Dividido em 11 etapas, o plano já está em vigor com a permissão de atendimento delivery em shoppings centers, centros de compra e varejo. Lojas de materiais de construção começaram a abrir as portas seguindo protocolos sanitários e de distanciamento social.

Protocolos setoriais

Nesta sexta-feira (5), o governo do Estado também divulgou os primeiros protocolos setoriais. Ao todo, 15 setores da atividade econômica deverão, além do protocolo geral, seguir as regras determinadas em seus protocolos específicos. Já contam com protocolos próprios Construção Civil; Salões de Beleza e serviços de estética; Varejo; Varejo atacadista e indústria.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias