CONCURSO

Caixa Econômica: Confira tudo o que se sabe sobre o novo concurso público com 10 mil vagas de emprego

Serão ofertadas 4 mil vagas efetivas, 5,2 mil para estágio e jovens aprendizes e 800 para recepcionistas e vigilantes

Marcelo Aprígio Julianna Valença
Marcelo Aprígio
Julianna Valença
Publicado em 21/07/2021 às 17:39
Notícia
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Brasília: Prédio da Caixa Econômica Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) - FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou na última segunda-feira (19) a abertura de um novo concurso para a contratação de 10 mil funcionários. De acordo com o banco, serão ofertadas 4 mil vagas efetivas, 5,2 mil para estágio e jovens aprendizes e 800 para recepcionistas e vigilantes. O edital está previsto para ser publicado em setembro.

>> Assine a newsletter do JC e receba as principais notícias de emprego e concursos direto no seu e-mail

 

>> Governo do Amazonas fará concurso com mais de 2,5 mil vagas. A maioria para a Polícia Militar com salários de até R$7.180 

 

Confira tudo o que se sabe até sobre o concurso:


Data de realização do concurso


Segundo o banco, o edital do novo concurso está previsto para ser publicado em setembro. Desta forma, as inscrições devem ser abertas em até 60 dias após o lançamento do edital, conforme estabelece a lei. Além disso, as inscrições só são possíveis de serem realizadas após a publicação do edital.


Vagas ofertadas

Das 4 mil vagas para empregados, 3 mil serão destinadas à convocação de aprovados no concurso que ainda está em vigor. Para tanto, porém, é necessária a aprovação pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) do Governo Federal. Além disso, haverá 1 mil vagas para pessoas com deficiência aprovadas em um novo certame, cuja publicação do edital deve ocorrer até setembro deste ano, segundo previsões do banco público.


Estágio e Jovem Aprendiz


A contratação de jovens aprendizes para atuação na Caixa ocorrerá por meio de parceria com entidades sem fins lucrativos, selecionadas por meio de chamada pública e conveniadas para essa finalidade, conforme a Lei de Aprendizagem, segundo a instituição. Já os estagiários serão selecionados a partir da lista de aprovados em processo de seleção realizado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).


“Caso seja identificada a necessidade de abertura de mais vagas, novas seleções poderão ser feitas pelo CIEE futuramente”, ressaltou a estatal.


Terceirizados


Para o serviço de vigilância e recepção em suas unidades, serão contratadas empresas especializadas. Para a contratação dos profissionais, as empresas devem observar as normas legais relacionadas às atividades de vigilância e recepção, assim como as exigências contratuais. “A Caixa ressalta que a alocação de serviço de vigilância e recepcionistas ocorrerá em todo o território nacional, variando de acordo com a demanda das unidades”, finaliza a Caixa, em nota.




O que estudar 


Se for seguir o modelo de avaliação da última seleção da Caixa, os candidatos devem se preparar estudando assuntos das áreas de Língua Portuguesa; Matemática; Raciocínio Lógico; Atualidades; Ética; Legislação Específica; e Conhecimentos específicos.

 

Novas unidades da Caixa


A Caixa anunciou, nesta terça-feira (20), a ampliação do plano de expansão do banco, que terá 268 novas unidades, sendo 168 de varejo e 100 especializadas no atendimento a clientes do agronegócio. Com essa ação, o banco estará presente em todos os municípios brasileiros com mais de 40 mil habitantes.


Das 168 unidades de varejo, 70 serão abertas na região Nordeste: 24 no Maranhão, 17 no Ceará, 11 em Pernambuco, 4 na Bahia, 8 na Paraíba, 2 no Piauí, 2 no Rio Grande do Norte, 1 em Sergipe e 1 em Alagoas. Na região Norte, são 50 novas unidades, sendo 28 delas no Pará, 14 no Amazonas, 4 em Rondônia e 2 no Amapá. Na região Sudeste, serão inauguradas 30 unidades: 7 em Minas Gerais, 13 em São Paulo, 7 no Rio de Janeiro e 3 no Espírito Santo.


Para a região Centro-Oeste, a CAIXA vai abrir 14 unidades: 7 no Mato Grosso, 1 em Goiás e 5 no Mato Grosso do Sul. Na região Sul, serão abertas quatro novas unidades de varejo, sendo 1 no Paraná, 2 em Santa Catarina e 1 no Rio Grande do Sul.


Serão inauguradas unidades para o crédito rural em todos os estados do País. Elas contam com gerentes especializados em crédito rural, com atuação dedicada no atendimento aos produtores rurais. A primeira das 100 unidades voltadas para o agronegócio foi inaugurada no início do mês de julho, em Dourados (MS).

Comentários

Últimas notícias