DÍVIDAS

Dirigente diz que estudo da BDO aponta passivo do Santa Cruz acima dos R$ 200 milhões

Fred Dias, diretor de futebol tricolor, esclarece que além do balanço financeiro de 2019, o clube vai republicar os balancetes de 2017 e 2018

JC
JC
Publicado em 14/05/2020 às 20:16
Notícia
acervo pessoal
Fred explicou como está a situação do Santa Cruz no Profut. - FOTO: acervo pessoal
Leitura:

Diferentemente dos co-irmãos Náutico e Sport, o Santa Cruz ainda não divulgou o seu balanço financeiro referente a temporada 2019. Apesar de a publicação ainda não ter sido feita, Ítalo Mendes, membro do Conselho Gestor do clube, garantiu a reportagem do Jornal do Commercio que o balancete já está pronto, mas que ainda aguarda por liberação do Conselho Deliberativo para que todos possam conhecer os números do Tricolor do Arruda. Isso só vai ocorrer após a aprovação das contas em Assembleia Geral dos conselheiros do clube.

Entretanto, um número que já se tornou público e vem preocupando o torcedor tricolor é o relativo ao passivo geral do clube. Em entrevista à Rádio Jornal, o diretor de futebol do Santa Cruz, Fred Dias, afirmou que, de acordo com os números coletados pela BDO (única empresa no Brasil especializada em auditoria em clubes de futebol), a dívida coral ultrapassa os R$ 200 milhões. "Estamos fazendo o levantamento do débito total do clube, que não é em torno de R$ 50 milhões a R$ 60 milhões como vinha sendo divulgado há um tempo. A BDO vem trabalhando com déficit entre R$ 200 milhões a R$ 250 milhões. A gente vai fazer a divulgação (do balanço) quando tivermos todas as unidades finalizadas", declarou Fred Dias.

Esse acréscimo do passivo geral do Santa Cruz que deve ser apresentado no balanço financeiro de 2019 se deve pelo fato de que os balancetes de 2017 e 2018 devem sofrer algumas correções contábeis, mostrando com mais clareza a realidade financeira do clube. E, segundo Ítalo Mendes, a BDO é quem está responsável por fazer essa consultoria, com um trabalho de diagnóstico das contas e assessorando na republicação (de 2017 e 2018). Enquanto que a empresa Equity está responsável por auditar as contas do Tricolor do Arruda.

COVID-19

No meio do futebol pernambucano, o ex-mandatário executivo do Santa Cruz e atual presidente do Conselho Deliberativo coral, Alírio Moraes, foi diagnosticado com a covid-19. O dirigente, que chegou a ter também uma pneumonia durante o momento mais agudo da doença, vem se recuperando bem, mas ainda está afastado dos compromissos profissionais e do Tricolor.

Como presidente do Conselho Deliberativo, Alírio tem a responsabilidade analisar o balanço financeiro apresentado pelo Executivo e convocar uma reunião para a votação do documento. Apesar de não ter sido publicado em até o dia 30 de abril, como demanda a Lei Pelé, o clube tenta se resguardar na Medida Provisória 931, que alterou o prazo de publicação desses demonstrativos para vários tipos de empresas, mas acabou não incluindo, ainda, clubes de futebol.

O Conselho Deliberativo do Tricolor espera o fim da pandemia para poder convocar a reunião para análise do balanço apresentado pelo Executivo. Além dele, outros relatórios, como o social, administrativo e financeiro, também serão postos à apreciação dos conselheiros. De acordo com apuração, ao apresentar um melhor estado clínico, Alírio Moraes começará a analisar a documentação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias