RECUO

Eleição do Santa Cruz aguarda resposta de órgão do governo para seguir com trâmites

Decreto do governo de Pernambuco proibindo eventos com mais de 150 pessoas fez o clube recuar quanto à data já divulgada para a realização da assembleia

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 01/02/2021 às 14:43
Notícia
FELIPE RIBEIRO / JC IMAGEM
O Santa Cruz aguarda a vistoria que deve acontecer nesta quarta-feira (10) para, enfim, poder realizar a eleição. - FOTO: FELIPE RIBEIRO / JC IMAGEM
Leitura:

As eleições do Santa Cruz, marcadas para o dia 10 de fevereiro, agora aguardam uma resposta da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon) para terem a realização confirmada. Até lá, segundo Paulo Borba, presidente do Conselho Deliberativo do Clube, o Santa precisa aguardar para dar continuidade aos trâmites que antecedem o dia do pleito. O impasse se justifica no fato de o decreto publicado pelo governo de Pernambuco, em 11 de janeiro, veta eventos com mais de 150 pessoas. 

>> Pro Santa entra com pedido de impugnação da chapa de situação do Santa Cruz

>> Tonico Araújo afirma que alteração na chapa é permitida no estatuto do Santa Cruz e alfineta oposição

>> Santa Cruz: veja os impactos de ficar muito tempo nas divisões inferiores do Brasileiro

Em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, Paulo Borba informou que a assembleia para realização das eleições do clube tem rotatividade superior a duas mil pessoas. Apesar de permanecer marcada para o dia 10 de fevereiro, Borba não confirmou a realização e também descartou a possiblidade de o Santa Cruz adotar a votação remota.

"Tivemos que fazer uma consulta para resguardar que o clube não fosse interditado, para saber se as eleições sendo realizadas no dia 10 de fevereiro agrediria o decreto do governo do Estado de Pernambuco e estou esperando a resposta da Dircon. A data está definida, mas se as autoridades sanitárias, a Dircon, a Vigilância Sanitária, entenderem que essa eleição fere o decreto do governo, o Santa Cruz tem que obedecer. Quanto a eleição ser remota, é uma eleição muito cara e foi rechaçada pelo conselho em sessão do dia 19 de novembro de 2020", disse. 

Sabatina com candidatos à presidência do Santa Cruz, na Rádio Jornal

O presidente do conselho deliberativo tricolor detalhou ainda que para antes do dia da eleição, várias providências precisam ser tomadas. Como enviar ofício à Polícia Militar solicitando policiamento, solicitar urnas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), receber aval da Vigilância Sanitária de aprovação do ambiente da eleição dentro das regras de higiene de acordo com as leis da pandemia, contratação de seguranças extras e  outras medidas. Antes de seguir com todas essa ações, Paulo espera uma posição da Dircon. 

Comentários

Últimas notícias