SÉRIE A

Confira como chega o Atlético-MG para o confronto decisivo que pode garantir o Sport na Série A 2021

Precisando de apenas um ponto para garantir permanência, Leão encara um Galo de olho na classificação direta para Libertadores

LOURENÇO GADÊLHA
LOURENÇO GADÊLHA
Publicado em 19/02/2021 às 10:23
Notícia

EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/AE
Lance da partida entre Atlético Mineiro x Sport, pela Série A do Campeonato Brasileiro, disputado no dia 24-10-2020 - FOTO: EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/AE
Leitura:

O Atlético-MG vem ao Recife no próximo domingo (21) com a promessa de dificultar o trabalho do Sport, que precisa de apenas um ponto para garantir matematicamente a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro em 2021. Isso porque com uma vitória sobre o Leão na capital pernambucana, o Galo chegaria a 65 pontos e estaria confirmado na fase de grupos da Copa Libertadores da América desde que o Fluminense não vença o Santos, também no domingo, na Vila Belmiro. Assim, a partida, que será realizada às 16h, na Ilha do Retiro, terá aspectos de decisão para os dois times, já que envolve diretamente os planos de ambos na competição.

Para o confronto, o técnico Jorge Sampaoli, que pode deixar o clube mineiro ao final do campeonato, não conta com o atacante Keno, que está machucado com uma luxução no cotovelo desde o final de janeiro. Por outro lado, terá o retorno do volante Allan, que cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo no empate em 1 a 1 contra o Bahia, na 36ª rodada. O resultado contra o Tricolor de Aço, inclusive, minou qualquer possibilidade de título do Atlético-MG, já que o Internacional venceu o Vasco no domingo e chegou aos 69 pontos. Faltando dois jogos para o fim do Brasileirão, a única meta do Galo agora é terminar na zona de classificação direta para a fase de grupos da Libertadores, algo que está bem próximo.

Com o retorno de Allan e apenas Keno de fora por lesão, Sampaoli deve ter o time quase completo para o confronto contra o Leão. Em entrevista à TV oficial do Galo, o zagueiro Júnior Alonso garantiu foco máximo do elenco alvinegro para os dois últimos jogos do Brasileirão, começando pela partida contra o Sport, neste domingo. “Hoje estamos em uma situação na qual matematicamente já não temos pontos para brigar pelo título, mas temos a responsabilidade e a obrigação de jogar as partidas de domingo e quinta como finais, para garantir a classificação direta para a Libertadores”, afirmou o paraguaio.

 

Para chegar ao objetivo, no entanto, o Atlético precisa melhorar o desempenho recente. Isso porque o time de Sampaoli voltou a patinar na reta final de turno e não sabe o que é vencer há três jogos. Nos últimos confrontos, perdeu para o Goiás e empatou com Fluminense e Bahia. Nas quatro rodadas finais do 1º turno, foram apenas dois pontos somados de 12 possíveis. Além disso, o desempenho como visitante é bem diferente do alto aproveitamento que tem como mandante. Longe de Belo Horizonte, o Galo tem apenas a 12ª melhor campanha, com cinco vitórias, quatro empates e nove derrotas, totalizando um aproveitamento de 35,19%. É o pior desempenho no quesito entre os times que estão no G-4, de acordo com dados elaborados pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

No geral, o Atlético-MG está na terceira colocação com 62 pontos em 36 jogos. Ao todo, são 18 vitórias, oito empates e 10 derrotas, com um aproveitamento de 57,4%. O time marcou 59 gols e levou 43. No confronto contra o Sport no primeiro turno, as equipes empataram em 0 a 0 no estádio Mineirão, em Belo Horizonte. Agora, voltam a se enfrentar neste domingo, às 16h, na Ilha do Retiro. A partida mais uma vez não contará com a presença dos torcedores devido as restrições impostas em razão da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Polícia Militar, 132 policiais vão garantir a segurança do jogo, sendo 121 responsáveis pela área externa e principais vias de acesso ao local da partida, enquanto 11 policiais serão lançados nas estações de metrô e terminais integrados de passageiros em guarnições no patrulhamento motorizado. Toda operação policial será monitorada por oficiais da Corporação através das câmeras de segurança no Centro Integrado de Controle e Comando Regional.

Comentários

Últimas notícias