MEDICAMENTO

China testa sua primeira vacina contra coronavírus em voluntários

Primeiro lote foi testado em residentes permanentes da província chinesa de Wuhan com idades entre 18 e 60 anos

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 22/03/2020 às 13:31
Notícia
GABRIEL JABUR/AGÊNCIA BRASÍLIA
Grupo ficará em quarentena por 14 dias e serão monitorados por pesquisadores durante seis meses - FOTO: GABRIEL JABUR/AGÊNCIA BRASÍLIA
Leitura:

A China testou sua primeira vacina contra o novo coronavírus em voluntários no sábado (21). O medicamento é desenvolvido em conjunto pela iniciativa privada, por pesquisadores e pelas forças armadas do país asiático, onde a covid-19 foi manifestada pela primeira vez em dezembro de 2019.

O primeiro lote foi testado em residentes permanentes da província chinesa de Wuhan com idades entre 18 e 60 anos, divididos em três grupos, cada um composto por 36 membros. Eles ficarão em quarentena por 14 dias e serão monitorados por pesquisadores durante seis meses, para identificação de eventuais reações.

Segundo o jornal chinês Global Times, o produto é uma uma vacina recombinada desenvolvida em conjunto pela empresa de biotecnologia CanSino Biologics Inc, com sede em Tianjin, e uma equipe de pesquisa liderada por Chen Wei, especialista em prevenção e controle de riscos biológicos da Academia de Ciências Médicas Militares e general das forças armadas chinesas.

Desde o final de janeiro, a equipe de Chen realizou pesquisas farmacêuticas e toxicológicas visando criar uma vacina contra a covid-19, de acordo com o Global Times, em cooperação com empresas locais e com base na experiência anterior da equipe militar, que desenvolveu a vacina contra o Ebola.

Ao contrário de outros estudos clínicos, no estudo realizado pela equipe de Chen os voluntários não precisam ser infectados com o novo coronavírus após receber a vacinação, conforme publicado pelo jornal. Em vez disso, os pesquisadores testarão se foram criados anticorpos e se os voluntários se tornaram imunes ao vírus.

Segundo o jornal Science and Technology Daily, o produto passou por uma revisão de registro de pesquisa clínica e foi aprovado para teste na noite de segunda-feira.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Confira o mapa de casos

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias