TRÂNSITO

Governo de Pernambuco alerta que não vai divulgar previamente pontos de bloqueio

Serão ativados 34 pontos de fiscalização em cinco cidades do Grande Recife, que visam cumprir novas medidas de isolamento social decretadas pelo Governo de Pernambuco

JC Katarina Moraes
JC
Katarina Moraes
Publicado em 12/05/2020 às 12:04
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Ação na avenida Bernardo Vieira de Melo, em Jaboatão dos Guararapes - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Por questões "estratégicas e de segurança", a Polícia Militar de Pernambuco informou nesta terça-feira (12), por meio de nota, que não divulgará os pontos de bloqueio no trânsito das cinco cidades do Grande Recife que receberam medidas restritivas a fim de aumentar o distanciamento e o isolamento social e, consequentemente, frear o avanço do novo coronavírus nos municípios. A corporação também desmentiu listas que circulam pelas redes sociais com os supostos bloqueios. Em Jaboatão dos Guararapes, uma das cidades alvo das medidas, já foram identificadas ações educativas nesta manhã.

A PM esclareceu, ainda, que a "Diretoria de Planejamento Operacional vem trabalhando para montar o esquema de segurança observando as novas orientações do Governo Estadual, garantindo o cumprimento dos decretos governamentais em vigor acerca da covid-19", em um trabalho que "envolve todas as operativas da Secretaria de Defesa Social e o apoio das prefeituras das cinco cidades que contarão com medidas mais rígidas de isolamento social".

Novas restrições

O rodízio de veículos foi uma das restrições decretadas pelo Governo de Pernambuco, nessa segunda-feira (11), para as cidades do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes,Camaragibe e São Lourenço da Mata, além da obrigatoriedade do uso de máscaras por todos e controle da circulação de pessoas exigindo a apresentação de documento de identificação e justificativa do destino.

A medida vai separar as placas terminadas em números pares (circulam nos dias pares) ou ímpares (circulam nos dia ímpares), além da implementação de pontos de controles móveis entre os cinco municípios. Não serão aplicadas multas de trânsito. Os motoristas que desobedecerem à regra, num primeiro momento, serão orientados a voltar para casa. Se insistirem, terão veículo apreendido. Se a desobediência continuar por parte do condutor, as forças policiais poderão ser empregadas, com condução do motorista a uma delegacia. Só poderão circular veículos com até três pessoas, incluindo o motorista, com exceção de socorro médico, por exemplo.

As exceções, ou seja, quem tem livre circulação, são os profissionais das áreas de saúde, segurança, defesa civil e de uso oficial, além de veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos, ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega.

Para fiscalizar os condutores, serão ativados 34 pontos de fiscalização, sendo 16 em Recife, oito em Olinda e oito em Jaboatão dos Guararapes. Outros dois pontos vão ser instalados em Camaragibe (um) e São Lourenço da Mata (um). A fiscalização será feita em blitz.

Artes JC
Veículos que serão isentos do rodízio em Pernambuco - Artes JC

Circulação de pessoas

Para circulação de pessoas, o governo exigirá a apresentação de documento de identificação, além de justificativa do destino e finalidade essencial para a saída. É recomendado às pessoas que precisam sair de casa, que se dirijam a estabelecimentos próximos a suas residências. O Governo do Estado informa também que serão feitas ações de fiscalização e fechamento de estabelecimentos comerciais nas comunidades, além de higienização de ruas e distribuição de kits de higiene. Também haverá entrega de material informativo com reforço da importância do isolamento social.

Obrigatoriedade do uso de máscaras

Todas as pessoas que circulam nas cinco cidades precisarão fazer uso obrigatório de máscaras. Pessoas sem o equipamento, que estiverem em vias públicas, serão orientadas a voltar para suas casas. Nos casos de estabelecimentos comerciais e transporte público, haverá autuação se for constatada a desobediência à nova medida.

Pedido de lockdown do MPPE

Na última quinta-feira (6), um pedido para que o Estado adotasse o "lockdown", medida mais dura de isolamento, foi encaminhado à Justiça pelo promotor do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) Solon Filho. No entanto, o juiz Breno Duarte Ribeiro, da 1ª Vvara da Fazenda Pública da Capital negou na decisão.

Veja a íntegra da nota enviada pelo Governo do Estado sobre a decisão:

Em decisão que visa aumentar os índices de isolamento social na Região Metropolitana, o Governo do Estado decretou a quarentena, ampliando as medidas de proteção, restringindo o trânsito de veículos, aumentando a fiscalização em estabelecimentos comerciais e reduzindo a circulação de pessoas nos municípios de Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata. As medidas serão implantadas no período de 16 a 31 de maio. Entre amanhã e o dia 15 de maio valem em caráter educativo.

O decreto também prevê uma atuação integrada para conscientização das comunidades e a realização de campanhas de comunicação.

“Todas as projeções mostram que precisamos aumentar o isolamento social para evitar a disseminação ainda mais acelerada da doença. Por isso, a partir de amanhã, vamos implantar uma série de medidas, como o rodízio de veículos e a fiscalização nos principais corredores viários para restringir a circulação de pessoas nesses cinco municípios citados. Precisamos da determinação de todos nesses duros 20 dias que teremos pela frente”, destacou o governador Paulo Câmara.

Entre as medidas de proteção, estão previstas a obrigatoriedade do uso de máscaras pelos moradores e trabalhadores dessas cidades. Pessoas sem o equipamento em vias públicas serão orientadas a retornar para suas casas. Os estabelecimentos comerciais ou transporte público serão autuados quando for constatada a presença de pessoas sem o uso das máscaras.

Será implantado o rodízio de veículos, com a circulação separada por placas ímpares e pares. Também haverá a instalação de pontos de controle móveis e intermunicipais. O Decreto determina a realização de ações de fiscalização e a apreensão dos veículos sem autorização para transitar.

As exceções serão os profissionais das áreas de Saúde, Segurança, Defesa Civil e de uso oficial. Veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos e ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega também estão liberados.

Serão ativados 34 pontos de fiscalização, sendo 16 em Recife, 08 em Olinda e 08 e Jaboatão. Outros dois pontos serão instalados, sendo um em Camaragibe e outro em São Lourenço da Mata.

A circulação de pessoas será controlada através da exigência de documento de identificação, justificativa do destino e finalidade essencial para a saída. Nas comunidades serão realizadas ações de fiscalização e fechamento de estabelecimentos comerciais, higienização de ruas e distribuição de kits de higiene, entrega de material informativo com reforço ao isolamento social e orientações de saúde. Nesses locais serão distribuídas cestas básicas, além de orientações sobre benefícios assistenciais.

As medidas foram tomadas com base em projeções cientificas, cujos dados mostram a necessidade de aumentar o isolamento social para evitar o aumento ainda mais acelerado dos casos de Covid-19. Os números mostram que, apesar de ter alcançado todas as regiões de Pernambuco, 75% dos casos confirmados e 68% dos óbitos estão concentrados em apenas cinco municípios: Recife, Olinda, Jaboatão, São Lourenço da Mata e Camaragibe.

Os serviços essenciais, como supermercados, farmácias e padarias seguem funcionando normalmente. Para os demais municípios, permanecem em vigor as medidas previstas nos decretos anteriores.

Tira-dúvidas

1. Uso obrigatório de máscaras

- Peça deverá ser usada pela população em geral sempre que houver necessidade de sair de casa para comprar um produto/serviço essencial ou para prestar atividade essencial;

- Pessoas sem máscaras, em vias públicas, serão orientadas a retornar para suas casas. Os estabelecimentos comerciais ou transporte público serão autuados quando for constatada a presença de pessoas sem o uso da peça.

2. Restrição de circulação de pessoas

- Será controlada pela exigência de documento de identificação, comprovante de residência e justificativa do destino e finalidade essencial para a saída de casa;

- Permanecem permitidas todas as atividades essenciais, como funcionamento de supermercado, farmácias e atendimento médico;

- Recomenda-se que as pessoas que precisem sair se dirijam a estabelecimentos próximos a suas residências;

- Quem trabalha em atividade essencial deve portar declaração assinada pelo empregador. Caso sejam abordadas pela fiscalização, essas pessoas devem comprovar que estão desempenhando atividades essenciais, que não sofreram mudança com o novo decreto.

3. Restrição de circulação de veículos

- Será implantado o rodízio: veículos com final da placa número par podem circular nos dias pares; veículos com o final da placa número ímpar, nos dias ímpares;

- Motoristas de transporte por aplicativo também deverão seguir esse rodízio: eles só poderão circular dia sim, dia não;

- Haverá a instalação de pontos de controle móveis e intermunicipais;

- O decreto determina realização de ações de fiscalização e a apreensão dos veículos sem autorização para transitar. Exceções serão os profissionais das áreas de Saúde, Segurança, Defesa Civil e de uso oficial;

- Veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos e ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega também estão liberados;

- Serão ativados 34 pontos de fiscalização, sendo 16 em Recife, 8 em Olinda e 8 em Jaboatão dos Guararapes. Outros dois pontos serão instalados, sendo 1 em Camaragibe e 1 em São Lourenço da Mata;

- Só poderão circular veículos com até três pessoas, incluindo o motorista, com exceção de socorro médico, por exemplo;

- Quem for sair de carro para comprar produto ou serviço essencial deve obedecer ao rodízio;

- Apenas em casos excepcionais, é possível sair de casa independentemente do dia previsto para o rodízio. Diariamente podem trafegar veículos em atendimento ou socorro médico, os usados por profissionais de saúde, de segurança pública e da imprensa, desde que estejam nos exercícios de suas funções. Também podem circular os veículos usados por servidores públicos das áreas de assistência social, saúde e segurança, nos exercícios de sua função;

- Também estão liberados para circular, independentemente do dia previsto para o rodízio, os veículos destinados aos transportes de carga para determinados seguimentos (postos de combustível, atividades médico-hospitalares e farmacêuticas, gêneros alimentícios), e os veículos de quem trabalha em instituições financeiras dos bancos e lotéricas para atendimentos ao auxílio emergencial federal;

- A fiscalização será feita em blitze. Ou seja, apenas de forma presencial;

- Não serão aplicadas multas de trânsito. Motoristas que desobedecerem à regra, num primeiro momento, serão orientados a voltar para casa. Se insistirem, terão veículo apreendido;

- Se a desobediência continuar por parte do condutor, as forças policiais poderão ser empregadas, com condução do motorista a uma delegacia.

Veja a íntegra do decreto

Artes JC
Veículos que serão isentos do rodízio em Pernambuco - FOTO:Artes JC

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias