AGLOMERAÇÃO

Último sábado de lockdown tem aglomeração em vários pontos do Grande Recife

A partir de segunda-feira, 1º, não será mais proibida a circulação de pessoas e veículos nas cinco cidades do Grande Recife que foram atingidas pelo Decreto Estadual. Recomendação para ficar em casa continua

JC Katarina Moraes
JC
Katarina Moraes
Publicado em 30/05/2020 às 11:51
Notícia
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - FOTO: WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Leitura:

Vários pontos da Região Metropolitana do Recife amanheceram mais uma vez lotados, desta vez no último sábado (30) de lockdown no Recife, Olinda, São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes e Camaragibe. Acaba no domingo (31) o prazo dos Decretos Estaduais 29.017 e 49.024, que determinaram, nestas cidades, a proibição de circulação de pessoas e veículos, com exceção de trabalhadores essenciais, e o rodízio de veículos desde o dia 16 de maio. Ou seja, a partir desta segunda-feira (1º), apenas a obrigatoriedade do uso de máscaras continua, e parques, praças e praias permanecem fechados. A recomendação do poder público para permanecer em casa, caso possa, continua, como tentativa de diminuir os efeitos da pandemia da covid-19.

» Pernambuco não prorroga decreto e lockdown termina neste domingo; outras medidas seguem valendo


A movimentação de pessoas e veículos era intensa no centro comercial do bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes. A repórter Juliana Oliveira, da TV Jornal, esteve no Mercado Público das Mangueiras, e constatou que não havia fiscais para organizar a entrada.

Na capital pernambucana, o cenário não era diferente. No bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife, havia muitos pedestres pelas ruas, apesar do comércio não essencial estar fechado, funcionando apenas farmácias e supermercados. As paradas de ônibus e agências bancárias da redondeza estavam lotadas.

Na fila do supermercado, estava a dona de casa Maria Tereza, que afirmou que precisou sair de casa porque precisava comprar carne "É o jeito, não tinha como ficar em casa".

A dona de casa Nadjane Aurista esperava o ônibus no ponto há mais de uma hora para voltar para casa. "Precisei sair para comprar algumas coisas que estavam faltando". Ela alegou, ainda, que os coletivos estão lotados, com pessoas em pé e sem lugar para sentar. A lotação está proibida durante o lockdown, e os ônibus devem circular com, no máximo, todas as cadeiras ocupadas.

Já o motofretista Rogaciano Silva expôs que não pôde ficar em casa durante todos os dias de quarentena pela sua profissão. "Sou motofretista, então precisei de sair de casa para trabalhar. Não tenho como ficar em casa porque, se não, não tenho condições de me sustentar. 

Na manhã deste sábado, a movimentação em bairros da Zona Norte, como Campo Grande e Encruzilhada, relembra os dias em que a pandemia não havia chegado até a cidade. Longas filas nas agências bancárias, aglomeração nos mercados e nas paradas de ônibus.

Em pontos estratégicos do Recife, equipes da Polícia Militar, do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) continuavam com os bloqueios da Operação Quarentena, conferindo certificados que comprovam a necessidade dos transeuntes ou veículos circularem. Era o caso da avenida Abdias de Carvalho, onde havia fiscalização intensa.

No bairro de Peixinhos, em Olinda, chegou a ter retenção no trânsito próximo aos semáforos, pela alta quantidade de carros circulando.

O pico mais alto do isolamento social em Jaboatão dos Guararapes em maio foi no domingo 17, segundo dia de lockdown, com 63%. Desde a vigência do decreto, o menor índice foi registrado nessa sexta-feira (29), quando apenas 46,1% da população, de um total de 702 mil habitantes, segundo estimativa de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esteve reclusa. Os dados são retirados do painel feito pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) em parceria com o Porto Digital e a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Movimento no centro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes - WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM

Em todos os dias vigentes de quarentena mais severa até este sábado, nenhuma das cinco cidades do Grande Recife atingiram a meta de 70% de isolamento; ideal, segundo o Governo do Estado e especialistas, para frear a disseminação do novo coronavírus. No entanto, através de observação do índice feito pelo MPPE, o lockdown foi responsável por aumentar a taxa de reclusão nos municípios.

Até o dia 16, início do lockdown, a maior porcentagem no mês de maio entre as cidades atingidas pela medida havia sido de de 58%, no Recife e em Olinda, no dia 1º. Com a quarentena severa, o percentual mais alto de isolamento em todas as cidades em lockdown foi registrado no dia 17 de maio, quando a Região Metropolitana do Recife sofreu com chuvas severas. Na capital pernambucana, número chegou a 66%, seguida por Olinda, Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes, que tiveram 65%, 63% e 63%, respectivamente.

Os três dias seguintes de maior porcentagem no Recife foram 16, 24 e 25 de maio, todos no sábado ou domingo. O dia útil com maior percentual foi o primeiro desde a vigência do decreto, segunda-feira, 18, com 55%. A cidade conta com população de 1.6 milhão, de acordo com estimativa de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dados sobre taxa de reclusão em cidades pernambucanas este sábado, 30, só serão divulgados neste domingo, 31.

Sobre o ranking de isolamento social

O Ranking de Isolamento Social é uma ferramenta desenvolvida por meio do Desafio Covid-19, ação conjunta do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Porto Digital e Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), está sendo atualizado para apresentar a série histórica com os dados do isolamento nos municípios pernambucanos.

Os dados para a extração das informações são realizados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos. As informações apresentadas sempre demonstração a situação do isolamento do dia anterior, conforme o campo “Data de Referência” no canto superior da página.Os dados são levantados com a tecnologia de geolocalização desenvolvida pela In Loco.

Veja como funciona o decreto

Entre os dias 16 e 31 de maio, o rodízio de veículos vai separar as placas terminadas em números pares (circulam nos dias pares) ou ímpares (circulam nos dia ímpares), além da implantação de pontos de controles móveis entre os cinco municípios. Não serão aplicadas multas de trânsito. Os motoristas que desobedecerem à regra, num primeiro momento, serão orientados a voltar para casa. Se insistirem, terão veículo apreendido. Se a desobediência continuar por parte do condutor, as forças policiais poderão ser empregadas, com condução do motorista a uma delegacia. Só poderão circular veículos com até três pessoas, incluindo o motorista, com exceção de socorro médico, por exemplo. 

As exceções, ou seja, quem tem livre circulação, são os profissionais das áreas de saúde, segurança, defesa civil e de uso oficial, além de veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos, ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega.

Para fiscalizar os condutores, serão ativados 34 pontos de fiscalização, sendo 16 em Recife, oito em Olinda e oito em Jaboatão dos Guararapes. Outros dois pontos vão ser instalados em Camaragibe (um) e São Lourenço da Mata (um). A fiscalização será feita em blitz. 

Veja categorias/serviços cujos veículos estão isentos do rodízio 

Artes JC
Veículos que serão isentos do rodízio em Pernambuco - Artes JC

Circulação de pessoas

Para circulação de pessoas, o governo exigirá a apresentação de documento de identificação, além de justificativa do destino e finalidade essencial para a saída. É recomendado às pessoas que precisam sair de casa, que se dirijam a estabelecimentos próximos a suas residências. O Governo do Estado informa também que serão feitas ações de fiscalização e fechamento de estabelecimentos comerciais nas comunidades, além de higienização de ruas e distribuição de kits de higiene. Também haverá entrega de material informativo com reforço da importância do isolamento social.

Obrigatoriedade do uso de máscaras

Todas as pessoas que circulam nas cinco cidades precisarão fazer uso obrigatório de máscaras. Pessoas sem o equipamento, que estiverem em vias públicas, serão orientadas a voltar para suas casas. Nos casos de estabelecimentos comerciais e transporte público, haverá autuação se for constatada a desobediência à nova medida.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias