comunicado

Arquidiocese de Olinda e Recife 'lamenta profundamente' atividades religiosas não serem essenciais

Missas presenciais dos próximos dois fins de semana foram suspensas

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 02/03/2021 às 9:02
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
De segunda a sexta-feira, as celebrações eucarísticas, os outros sacramentos e as demais atividades pastorais irão ocorrer entre as 5h e 20h, com a presença dos fiéis - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

atualizada às 16h

Após o governo de Pernambuco proibir atividades não essenciais no Estado das 20h às 5h durante a semana e ao longo do dia nos sábados e domingos até o dia 17 de março em decorrência dos altos números da pandemia do novo coronavírus, a Arquidiocese de Olinda e Recife "lamentou profundamente" que atividades religiosas não sejam consideradas essenciais e suspendeu as missas presenciais nos fins de semana do período.

"Embora lamentando profundamente que as atividades religiosas não sejam consideradas atividades
essenciais, sobretudo neste tempo de tanto sofrimento, obedeceremos ao decreto do Governo do Estado,
porque estamos sempre a favor da vida", disse trecho de comunicado assinado por Dom Antônio Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife.

>> Com novas restrições, igrejas e demais templos religiosos de Pernambuco não poderão abrir nos finais de semana

>>  Praias de Pernambuco estarão fechadas nos finais de semana; exceção é para prática de atividades esportivas individuais

>> Pernambuco faz novas restrições e proíbe atividades não essenciais das 20h às 5h

Com a suspensão das missas presenciais, as celebrações eucarísticas dos fins de semana do dia 6 e 7 de março e 13 e 14 do mesmo mês irão ser realizadas por meio de transmissão por internet, sem a presença de fiéis.

Além disso, a celebração dos demais sacramentos e atividades pastorais ficarão suspensas nesses dois fins de semana. Já de segunda a sexta-feira, as celebrações eucarísticas, os outros sacramentos e as demais atividades pastorais irão ocorrer entre as 5h e 20h, com a presença dos fiéis. Segundo a Arquidiocese, serão observadas as medidas de prevenção habituais.

Em caso de descumprimento, segundo a gestão estadual, as igrejas serão interditadas e poderão ser multadas.

Aglomerações

Mesmo obedecendo o decreto do governo, a Arquidiocese se mostrou preocupada com a aglomerações de pessoas, inclusive em transportes públicos. "Preocupam-nos as aglomerações, sobretudo no transporte público e nas filas das agências bancárias", disse o texto.

A representante da igreja católica também alertou a população sobre a necessidade de tomar a vacina contra a covid-19, a fazer o uso de máscaras e praticar as medidas de distanciamento social e higienização.

Novas restrições em Pernambuco

O governo de Pernambuco anunciou, nessa segunda-feira (1°), a proibição das atividades não essenciais das 20h às 5h, de segunda a sexta em todo o Estado. Além disso, aos sábados e domingos, somente serviços essenciais poderão funcionar. Também estarão fechados clubes sociais, praias e parques nos finais de semana. Nas praias, no entanto, será permitida apenas a prática de atividades esportivas individuais.

As medidas entram em vigor nesta quarta-feira (3) e são válidas até o dia 17 de março. “Passamos o final de semana monitorando os dados da pandemia. O trabalho continuou nesta segunda-feira e, infelizmente, o cenário só se agravou, mesmo com a abertura de novos leitos de UTI. Estamos agora com 93% de ocupação em nossos leitos de terapia intensiva, e nada aponta para a melhora desse quadro. A contaminação e a hospitalização decorrentes da Covid-19 estão em aceleração, e precisamos reduzir o contato social para frear essa escalada dos números”, explicou o governador Paulo Câmara (PSB).


 

Comentários

Últimas notícias