GRANDE RECIFE

Confira ações que a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes promete fazer após fortes chuvas atingirem a cidade

Município registrou 269 ocorrências causadas pelas chuvas entre sexta-feira (9) e terça-feira (13)

JC
JC
Publicado em 14/04/2021 às 17:35
Notícia
PIXABAY
Chuvas - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Entre a sexta-feira (9) e terça-feira (13) de abril, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, registrou 269 ocorrências causadas pelas chuvas. Entre os chamados, informações sobre pontos de alagamento e pedidos de vistoria em imóveis (7), análise estrutural de árvores em vias públicas (6), deslizamento de barreiras (106), solicitação para reposição de lona (57) e vistorias em áreas de risco, como morros e encostas (46). Até a emissão do último boletim, o município contava com 42 pessoas desalojadas, 23 desabrigadas e duas feridas.

De acordo com o último Mapa de Risco, elaborado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil, em 2020, o município apresenta 16.585 pontos de risco, a maior parte nas regionais de Cavaleiro, Jaboatão Centro e Curados.

A Superintendência de Defesa Civil do Jaboatão dos Guararapes diz manter uma programação diária de monitoramento nos pontos de risco do município, com uso de equipamentos que informam sobre volume de chuva e umidade do solo.

"Essas ferramentas (premiadas nacionalmente pelo Cemaden) ajudam na prevenção de desastres em áreas de encostas e na remoção antecipada de moradores", explica a gestão. Até o momento, o município afirma ter investido mais de R$ 21 milhões na construção de muros de arrimo, e outros R$ 5 milhões deverão ser liberados pelo Governo Federal para novas obras de proteção nos morros ainda neste ano.

Segundo a prefeitura, desde o início da Operação Inverno, lonas de proteção têm sido colocadas nas barreiras e monitoradas para que as trocas sejam realizadas em caso de rompimento. "A Defesa Civil do Jaboatão conta com equipes que orientam a remoção de moradores preventivamente para abrigos ou para casas de familiares em situações nas quais se faça necessária a interdição de imóveis", garante.

Comentários

Últimas notícias